Clique e Assine a partir de R$ 12,90/mês

MTST acampa em frente à prefeitura pedindo reunião com Ricardo Nunes

Movimento alega "falta de retorno" do prefeito de São Paulo sobre a situação habitacional na capital paulista

Por Redação VEJA São Paulo Atualizado em 13 out 2021, 19h46 - Publicado em 13 out 2021, 19h45

Membros do Movimento dos Trabalhadores Sem Teto (MTST) realizam um protesto na frente do Edifício Matarazzo, sede da prefeitura de São Paulo, nesta quarta-feira (13), no centro da capital paulista.

Centenas de manifestantes estão acampados no local, pedindo uma reunião de representantes da entidade com o prefeito da capital paulista, Ricardo Nunes (MDB). De acordo com o MTST, a ação é uma reação a “falta de retorno” de Nunes sobre a “grave situação habitacional da cidade”.

A reunião solicitada seria para debater a implementação do “Programa Pode Entrar para a construção de moradias populares.  Foram inúmeras as tentativas de diálogo ignoradas. Sendo assim, não resta opção a não ser ir até a porta da prefeitura e permanecer lá enquanto for necessário”, diz o texto divulgado pelo MTST.

A Vejinha procurou a prefeitura de São Paulo sobre o ato e aguarda retorno.

No último mês, em setembro, o MTST realizou outro protesto na região central, na sede da B3, a Bolsa de Valores. Cerca de 200 pessoas protestaram contra o desemprego e o aumento do nível de pobreza no país.

View this post on Instagram

Continua após a publicidade

A post shared by MTST Brasil (@mtstbrasil)

  •  

     

     

     

    Continua após a publicidade
    Publicidade