Clique e Assine a partir de R$ 12,90/mês

Manifestantes do MTST ocupam prédio da Bolsa de Valores em protesto

Bandeiras e cartazes foram levantados no interior do edifício, no centro da capital paulista, nesta quinta-feira (23)

Por Redação VEJA São Paulo Atualizado em 23 set 2021, 16h18 - Publicado em 23 set 2021, 15h33

Membros do Movimento dos Trabalhadores Sem Teto (MTST) ocuparam a sede da B3, a Bolsa de Valores, no centro da capital paulista, na tarde desta quinta-feira (23). Cerca de 200 pessoas protestavam contra o desemprego, o aumento do nível de pobreza no país e o alto nível da inflação.

“A ação está sendo realizada em protesto contra a carestia e a fome provocadas pela política econômica aplicada por Paulo Guedes e [Jair] Bolsonaro”, diz nota do MTST.

No ato, os manifestantes carregavam faixas que diziam “sua ação financia nossa miséria” e levaram ao telão da Bolsa uma bandeira do Brasil com a palavra “fome” escrita. Procurada, a B3 afirmou que “a manifestação nesta tarde ocorreu de forma pacífica e já foi encerrada, não tendo havido impacto para as operações de mercado”.

View this post on Instagram

A post shared by MTST Brasil (@mtstbrasil)

  • Continua após a publicidade
    Publicidade