Clique e assine por apenas 6,90/mês

Polícia de Bertioga investiga morte suspeita de garota de 20 anos

Gabrielly Teixeira de Oliveira Santos foi encontrada enforcada em uma árvore; hipótese de homicídio não foi descartada

Por Redação VEJA São Paulo - Atualizado em 10 jan 2018, 17h25 - Publicado em 10 jan 2018, 17h22

As circunstâncias da morte de Gabrielly Teixeira de Oliveira Santos, de 20 anos, são investigadas pela Polícia Civil de Bertioga, no Litoral Paulista. A jovem foi encontrada no sábado (6) enforcada em uma árvore na Alameda do Remo, nas proximidades de um condomínio de luxo em Riviera de São Lourenço.

Delegado do caso, Sérgio Lemos Nassur afirmou em entrevista ao site G1 que, apesar da cena parecer um suicídio, o corpo dependurado de maneira que os pés tocassem o chão, o nó na corda virado para frente (normalmente fica na parte da nuca em casos do tipo) e um afundamento craniano consistem em fatores incomuns. O caso foi registrado como morte suspeita. A hipótese de homicídio não foi descartada.

O namorado da moça prestou depoimento na delegacia de Bertioga na tarde desta quarta (10), por volta das 13h, e já foi liberado. Outros familiares devem comparecer à delegacia ainda hoje para dar seguimento às investigações.

Publicidade