Clique e assine por apenas 6,90/mês

Mecânico morre esmagado por máquina de fábrica de cerveja no interior

Caso ocorreu no sábado (17), em um endereço do Grupo Heineken em Itu

Por Redação VEJA São Paulo - 19 Aug 2019, 19h00

No sábado (17), um mecânico morreu em um acidente de trabalho em Itu, no interior do estado. O homem, identificado como José Antônio Pio Botelho, realizava a manutenção interna de um equipamento de lavagem de garrafas de cerveja, em uma fábrica do Grupo Heineken.

Enquanto o homem estava dentro do aparelho, outro funcionário não percebeu o técnico no maquinário, e ligou-o, resultando na morte do profissional por esmagamento. Botelho tinha 54 anos e era de uma empresa terceirizada. “O caso é investigado por meio de inquérito policial na Delegacia de Itu”, afirmou a Polícia Civil por meio de nota, procurada pela reportagem.

“Um familiar da vítima e funcionários que estavam no local foram ouvidos. Imagens de câmeras de segurança foram solicitadas à empresa e o trabalhador que operava a máquina prestará depoimento”, diz o texto.

O grupo Heineken também se posicionou sobre o caso. “[A empresa] infelizmente confirma a ocorrência de um acidente fatal envolvendo um terceiro, que prestava serviços em sua unidade de Itu”, disse a companhia. “Lamentamos profundamente o ocorrido e, neste momento de pesar, expressamos nossos sentimentos e permanecemos concentrados no acompanhamento das ações adotadas pela empresa contratada, visando total apoio aos familiares.”

Publicidade