Clique e Assine a partir de R$ 6,90/mês

Quase 200 pessoas são presas no estado por crime eleitoral

A maioria das ocorrências é de Taboão da Serra, na Grande São Paulo, onde 51 foram detidos por boca de urna

Por Veja São Paulo Atualizado em 27 dez 2016, 15h16 - Publicado em 2 out 2016, 16h31

Desde o início da votação, neste domingo (2), 179 pessoas foram detidas em todo o Estado de São Paulo por crime eleitoral. Delas, 67 são da Grande São Paulo.

+Principais candidatos de São Paulo votam pela manhã

A maioria dos casos é de Taboão da Serra, na Grande São Paulo, onde 51 pessoas foram detidas por fazer boca de urna, prática proibida pela Lei 9.504/97. Em seguida, aparecem Guarulhos, com 24 ocorrências também pelo mesmo motivo. 

Na cidade de São Paulo, quatro pessoas foram detidas, três por fazer boca de urna e uma, por depredação a uma urna eletrônica. O caso aconteceu pela manhã na Escola Municipal de Ensino Fundamental Professor Ricardo Vitiello, seção eleitoral 246, na região do Capão Redondo, na Zona Sul.

Segundo boletim divulgado pelo Tribunal Regional Eleitoral (TRE), ele jogou o equipamento no chão e, depois, deu um chute. A identidade do infrator não foi divulgada.

 

 

Continua após a publicidade
Publicidade