Clique e assine por apenas 6,90/mês

Manifestação pela legalização da maconha ocupa Paulista

O objetivo da Sexta Marcha da Maconha é chegar à Praça da Sé, onde estão previstos shows durante a noite

Por Redação VEJA São Paulo - Atualizado em 6 May 2017, 18h14 - Publicado em 6 May 2017, 18h11

Na tarde deste sábado (6), dezenas de manifestantes a favor da legalização da maconha promoveram uma caminhada na região da Avenida Paulista, interditando vias nas imediações e causando congestionamentos. O objetivo era chegar à Praça da Sé, no centro, onde estão previstos shows durante a noite.

O evento, chamado de Sexta Marcha da Maconha, foi marcado pelas redes sociais.  O ponto de encontro, por volta das 14h30, foi na marquise do Masp. O grupo chegou a ocupar duas pistas da via, na altura do museu.

No Brasil, o direito a manifestações pela legalização da droga está garantido desde 2011 por uma decisão do Supremo Tribunal Federal (STF). Entretanto, a substância ainda é proibida e sua liberalização sofre resistência no Congresso Nacional.

O vereador Eduardo Suplicy (PT) também compareceu ao ato.

Publicidade