Clique e Assine a partir de R$ 8,90/mês

Justiça de SP manda YouTube restabelecer canais de Allan “Terça Livre”

Canais do blogueiro, que é investigado por propagar fake news, estão fora do ar desde 3 de fevereiro deste ano

Por Redação VEJA São Paulo Atualizado em 14 fev 2021, 19h01 - Publicado em 14 fev 2021, 18h58

O blogueiro Allan dos Santos recebeu uma decisão favorável no caso de suspensão de seus dois canais no Youtube, desde 3 de fevereiro. A Justiça de São Paulo determinou que o Youtube e o Google restabeleçam os canais do youtuber.

A decisão em caráter provisório foi assinada pelo desembargador Mathias Coltro, da 5ª Câmara de Direito Privado do TJ. O seu não cumprimento implica em multa de R$ 5 mil por dia.  A justificativa de Coltro é a de que a suspensão se mostra desproporcional, violando a garantia constitucional da liberdade de expressão e de informação.

Allan “Terça Livre” é investigado em um inquérito sobre a propagação de fake news, tocado pelo Supremo Tribunal Federal (STF).

  • Publicidade