Clique e Assine a partir de R$ 12,90/mês

Jovem perde braço após ser atropelada por Maria Fumaça em Campinas

Mulher de 23 anos também sofreu traumatismo craniano; ela e uma amiga caminhavam pela via férrea no momento do acidente

Por Redação VEJA São Paulo 11 out 2021, 11h33

Uma jovem de 23 anos teve que amputar um braço após ser atropelada por trem turístico na tarde do último sábado (9) em Campinas, no interior de São Paulo. O acidente aconteceu na Avenida Ivan de Abreu Azevedo.

De acordo com informações da Polícia Civil, a mulher caminhava pelos trilhos da linha férrea com uma outra mulher, de 28 anos. Uma delas conseguiu pular de uma ponte antes que um trem Maria Fumaça a atingisse, mas a outra acabou sendo atropelada.

O maquinista diz que avistou as mulheres na via e acionou os freios da locomotiva e o sinal sonoro, mesmo assim não houve tempo de parar o trem. A vítima foi socorrida pelo helicóptero Águia da Polícia Militar e levada até o Hospital das Clínicas, em São Paulo.

Além da amputação do braço, ela sofreu traumatismo craniano. A outra mulher, que pulou da ponte, sofreu um trauma nas costas e foi socorrida de ambulância e levada até um hospital da região. O caso foi registrado como atropelamento no plantão do 1° DP de Campinas.

  • Continua após a publicidade
    Publicidade