Clique e Assine a partir de R$ 12,90/mês

Jovem é atingido por explosivo e fica gravemente ferido após assalto em Araçatuba

Rapaz teve os pés amputados; criminosos deixaram cerca de 20 artefatos espalhados pelas ruas da cidade

Por Redação VEJA São Paulo Atualizado em 30 ago 2021, 10h45 - Publicado em 30 ago 2021, 10h43

Um grupo de cerca de 20 homens causou momentos de terror na cidade de Araçatuba, interior paulista, durante a madrugada desta segunda-feira (30). Os criminosos roubaram três bancos na região central da cidade, espalharam explosivos e fizeram reféns.

Até o momento, três pessoas morreram e ao menos quatro ficaram feridas após a ação. Entre eles, um rapaz que teve os dois pés amputados após se aproximar de bicicleta de um dos vinte explosivos que foram deixados pelas ruas. O equipamento, segundo a polícia, funciona por aproximação. A vítima, segundo o G1, tem 25 anos de idade e foi internada na Santa Casa de Araçatuba e se encontra intubada e passa por cirurgia.

Os outros três feridos foram baleados e estão hospitalizados no mesmo endereço. Três deles estão em estado grave. Dois pedestres morreram e um membro da quadrilha foi morto pela polícia, até o momento. Três pessoas foram presas.

Durante a ação, os homens amarraram reféns nos carros utilizados para fuga do assalto e utilizaram drones para monitorar a movimentação na região central durante o estouro dos caixas eletrônicos. Ainda não se sabe o total da quantia que foi levada pelos assaltantes. As aulas em toda a cidade foram suspensas e a prefeitura pede que as pessoas evitem sair de casa.

“Mais de 20 criminosos, mais de  dez veículos, queimaram carros para impedir a ação da polícia. Temos entre 350 e 400 homens em Araçatuba, Polícia Civil nas investigações e dois helicópteros Águia, vasculhando toda aquela cidade”, disse o Coronel Camilo, secretário-executivo da Polícia Militar de São Paulo, durante coletiva de imprensa na manhã desta segunda.

  • Continua após a publicidade
    Publicidade