Clique e Assine a partir de R$ 9,90/mês

Jiboia não tem veneno, mas pode morder, diz biólogo; cobra fugiu em Perdizes na terça (21)

De acordo com o profissional, serpente pode representar riscos aos animais de estimação

Por Redação VEJA São Paulo Atualizado em 25 jun 2022, 12h08 - Publicado em 25 jun 2022, 12h05

A jiboia arco-íris da caatinga de estimação que fugiu do apartamento em que vive, no bairro de Perdizes, na Zona Oeste de São Paulo, continua perdida. O animal, batizado de Sylas, não é peçonhento e foi visto pela última vez na noite da segunda-feira (20), segundo a dona do animal.

Ao g1, o biólogo Marcelo Ribeiro Duarte, do Laboratório de Coleções Zoológicas do Instituto Butantan, afirmou que o principal perigo que a serpente pode oferecer é morder alguém e destacou que o animal não tem veneno. ” Como esta espécie não é peçonhenta, não há risco nenhum de envenenamento, mas o trauma mecânico de sua mordedura é potencialmente muito dolorido”, explica.

+ Leia Mais: Dona de jibóia desaparecida usa até camundongo para tentar localizá-la

Como a serpente é conhecida por matar as presas por asfixia, o biólogo aponta que pode ser um risco aos animais de estimação, mas não aos humanos. “A constrição é de fato o modo de subjugação de suas presas. No Brasil, as espécies da jiboia arco-íris (Epicrates) não alcançam tamanho suficiente para representar algum risco ao homem, mas podem, sim, representar risco a pequenos cães, gatos ou outros animais de estimação”, pontua.

Encontrada na Amazônia, a espécia pode ter até dois metros de comprimento e ganha as cores do arco-íris ao ser exposta à luz do sol porque compostos cristalinos (cristais de guanina) que se acumulam nas escamas, funcionando como um prisma em um efeito chamado iridescência.

Caso o animal seja encontrado, a principal orientação é evitar colocar as mãos nele e acionar os bombeiros pelo número 193 ou a Polícia Militar Ambiental, no telefone (11) 5085-2100.

Continua após a publicidade

Publicidade

Essa é uma matéria exclusiva para assinantes. Se já é assinante, entre aqui. Assine para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Essa é uma matéria fechada para assinantes e não identificamos permissão de acesso na sua conta. Para tentar entrar com outro usuário, clique aqui ou adquira uma assinatura na oferta abaixo

Para entender e curtir o melhor de SP, Veja São Paulo. Assine e continue lendo.

MELHOR
OFERTA

Digital

Plano ilimitado para você que gosta de acompanhar diariamente os conteúdos exclusivos no site e ter acesso a edição digital no app.

Resenhas dos melhores restaurantes, bares e endereços de comidinhas de São Paulo.

a partir de R$ 9,90/mês

ou

30% de desconto

1 ano por R$ 82,80
(cada mês sai por R$ 6,90)

Impressa + Digital

Plano completo da VejaSP! Acesso aos conteúdos exclusivos em todos formatos: revista impressa, site com notícias e revista no app.

Resenhas dos melhores restaurantes, bares e endereços de comidinhas de São Paulo.

Receba semanalmente VejaSP impressa mais acesso imediato às edições digitais no App Veja, para celular e tablet.

a partir de R$ 19,90/mês