Clique e Assine a partir de R$ 6,90/mês

INSS irá organizar mutirão para reduzir fila de benefício assistencial

O Instituto deve focar a ação no BPC para pessoas com deficiência, que compõe a maior parte dos pedidos

Por Redação VEJA São Paulo 19 fev 2021, 17h01

O INSS realizará um mutirão de análise, ainda sem data de início, com objetivo de reduzir a fila do Benefício de Prestação Continuada (BPC) para pessoas com deficiência. Este benefício assistencial compõe a maior parte dos pedidos que ainda esperam retorno.

De acordo com o Instituto, o mutirão deve focar em avaliações sociais e oferecer agendamento diário fora do horário oficial de atendimento dos assistentes sociais, incluindo sábados. 

Ao todo, o INSS conta com uma fila de 1,2 milhão de pedidos e vem adotando outras medidas para reduzir o montante. No caso do BPC, grande parte das exigências estão ligadas ao CadÚnico (cadastro único), obrigatório para que o benefício seja concedido e precisa estar atualizado pelo requisitante. 

Em média, a avaliação e concessão do BPC demora 98 dias, incluindo também o tempo de espera pelo cumprimento de exigências do segurado. O objetivo do INSS é reduzir a espera em até 90 dias em junho. 

Para saber mais sobre o BPC para pessoas com deficiência, e como solicitá-lo, clique aqui.

+Assine a Vejinha a partir de 6,90.

  • Continua após a publicidade
    Publicidade