Clique e Assine a partir de R$ 6,90/mês

Homem atira em prédio vizinho e atinge apartamentos com cachorros

Moradores relatam pânico no condomínio; acusado já recebeu multas e advertências por destratar porteiros e ameaçar pessoas

Por Redação VEJA São Paulo Atualizado em 18 jan 2021, 17h36 - Publicado em 18 jan 2021, 17h14

O comerciante coreano Jin Ho Chang é acusado por moradores de um prédio na zona sul da capital de atirar projeteis com arma de airsoft e arremessar objetos contra os vizinhos, principalmente aqueles que têm cachorros de estimação. A denúncia foi veiculada em uma reportagem do Fantástico, da Rede Globo, no último domingo (17). 

O homem é morador de um prédio localizado na Vila Andrade e já recebeu diversas multas e advertências por destratar porteiros, jogar objetos da sacada e ameaçar pessoas. No twitter, uma moradora relatou o ocorrido. 

Uma das moradoras precisou doar seu animal, pois tinha medo de que o bicho se machucasse com os ataques. Durante a reportagem, ela mostrou 19 marcas de tiros nas janelas e varanda de seu apartamento.

O condomínio chegou a gravar vídeos das ameaças feitas por Chang a outras pessoas, inclusive dele arremessando objetos. “É uma sensação de pânico. Eu estou me sentindo um presidiário para ser sincero. Eu uso metade do meu apartamento, eu não tenho mais usado a sala (de estar). Cortinas ficam fechadas 24 horas por dia”, relatou outro morador.

Nas tentativas de acionar a polícia, a PM disse que não poderia fazer nada, pois não havia flagrante. A Secretaria de Segurança Pública do Estado afirmou que um inquérito foi aberto para investigar o caso. Nem Jin Ho Chang nem seus advogados quiseram gravar entrevista. 

+Assine a Vejinha a partir de 6,90

Continua após a publicidade

Publicidade