Clique e assine por apenas 6,90/mês

Bolsonaro e Haddad disputam segundo turno pela Presidência da República

O candidato do PSL mostrou votação expressiva

Por Redação VEJA São Paulo - Atualizado em 7 Oct 2018, 20h54 - Publicado em 7 Oct 2018, 20h50

Em 2018, a decisão sobre quem será o próximo presidente da República ficará para o segundo turno, marcado para o dia 28 de outubro.

Participam do embate os candidatos Jair Bolsonaro (PSL), que teve 46% dos votos válidos e vinha em uma crescente de popularidade, e Fernando Haddad (PT), com 28%. O candidato Ciro Gomes (PDT) chegou a 12%. Geraldo Alckmin (PSD) veio em seguida, com 4%, e João Amoêdo (NOVO), com 2%.

Trata-se de um desfecho para uma etapa conturbada do período eleitoral. Bolsonaro esteve afastado de atividades públicas e dos debates entre presidenciáveis desde o começo de setembro, quando foi esfaqueado durante um comício na cidade mineira de Juiz de Fora. Foi também alvo de uma série de atos públicos e manifestações virtuais contrárias a sua candidatura no movimento que foi batizado de #EleNão.

Já Fernando Haddad ocupou a vaga deixada pelo ex-presidente Lula, impedido de participar das eleições após ser condenado no mês de abril em um desdobramento da operação Lava Jato. Lula ocupa uma cela em Curitiba (PR) e recebeu visitas do “pupilo” durante o período eleitoral.

Publicidade