Clique e Assine a partir de R$ 6,90/mês

Agente da CPTM atira durante briga de torcedores em Barueri

Segundo a CPTM, o autor dos disparos permanecerá afastado até o término das investigações internas

Por Redação VEJA São Paulo Atualizado em 10 jan 2017, 10h41 - Publicado em 10 jan 2017, 10h10

 

Um vídeo divulgado na internet mostra o momento em que um guarda da Companhia Paulista de Trens Metropolitanos (CPTM) realiza disparos ao tentar controlar uma confusão entre torcedores na Estação Jardim Belval, na Linha 8-Diamante, em Barueri. O caso ocorreu neste domingo (8), por volta das 18 horas, e segundo a CPTM, o autor dos tiros foi afastado e a arma apreendida.

O vídeo foi publicado pela página do Facebook “Diário da CPTM” nesta segunda-feira (9).  Nas imagens, é possível ver o início da confusão e o momento em que o guarda saca a arma e atira pelo menos três vezes.  Uma mulher começa a gritar “É tiro! É tiro!”.

A CPTM informou que os agentes de segurança realizavam escolta de uma torcida organizada que retornava de um jogo na Arena Barueri e foram “surpreendidos por ações violentas e hostis de integrantes daquela torcida”.

  • Um dos agentes foi ferido no confronto com os torcedores, que também vandalizaram luminárias da estação e botões de emergência de um trem. Na tentativa de defesa própria e da equipe, um agente efetuou disparos de arma de fogo com objetivo de afastá-los, restabelecendo a ordem. Ninguém foi atingido. Os torcedores embarcaram no trem da Linha 8-Diamante e seguiram viagem com escolta, sem nenhum outro incidente”, diz a nota enviada por meio da sua assessoria de imprensa.

    A CPTM também informou que o caso foi registrado no Distrito Policial de Barueri e a arma foi apreendida pela autoridade policial. “As imagens serão disponibilizadas para a polícia, que investiga os fatos, incluindo a Especializada, que trata dos crimes dessa natureza, envolvendo torcidas organizadas. O agente autor do disparo foi afastado até o término das investigações internas. A CPTM esclarece que cumpre todas as exigências legais que autorizam o porte da arma de fogo pelos seus Agentes”, disse a nota.

    Continua após a publicidade
    Publicidade