Clique e Assine a partir de R$ 8,90/mês

Fiscalização flagra festa e fecha boate Bahamas, em Moema

Outra casa, na Zona Norte, também foi alvo de operação; 44 jovens se aglomeravam no local, desrespeitando medidas sanitárias contra a Covid-19

Por Redação VEJA São Paulo 18 mar 2021, 10h39

O governo de São Paulo fechou a boate Bahamas, localizada no bairro de Moema, na Zona Sul de São Paulo. O negócio é de propriedade do empresário Oscar Maroni. A fiscalização também fechou outra casa noturna na Zona Norte. Os flagrantes de desrespeito às normas da quarentena foram feitos na sexta-feira (18).

Na Bahamas, foram encontradas 54 pessoas entre frequentadores e funcionários. Ninguém usava máscara. Oscar Maroni disse que a casa estava funcionando porque é um hotel, não uma casa noturna. Já na boate da Zona Norte, foram flagrados 44 pessoas durante uma festa. Ao menos 16 não usavam máscara. Os jovens ainda dividiam narguilés.

Em ambos os casos, as pessoas foram encaminhadas até a delegacia. As casas devem ser autuadas e terão de pagar multa por desrespeitar as regras da Vigilância Sanitária em meio à pandemia do coronavírus.

Publicidade