Clique e Assine a partir de R$ 8,90/mês

Jovem é preso após incendiar casa com a própria mãe dentro

Crime aconteceu na Zona Sul de São Paulo e o rapaz foi preso em flagrante

Por Redação VEJA São Paulo 21 set 2020, 12h36

Um rapaz de 18 anos foi preso em flagrante na madrugada de sábado (19) para domingo (20) acusado de matar a mãe em um incêndio na casa onde viviam. O crime aconteceu em Parelheiros, na Zona Sul da capital. As informações são da Secretaria estadual de Segurança Pública (SSP).

De acordo com a secretaria, a Polícia Militar foi acionada por volta das 4h da manhã para atender a ocorrência de um incêndio em residência na Rua Três, 207. Ao chegar no local, souberam que a vítima, uma mulher de 49 anos, havia sido socorrida junto ao Pronto Socorro São José, onde não resistiu aos ferimentos e morreu.

Segundo nota da SSP, enquanto os PMs preservaram o local, moradores entregaram o filho da vítima, alegando que ele teria sido o autor do incêndio. A equipe policial notou que o jovem estava visivelmente sob efeitos de drogas e com queimaduras nas mãos. Ele também foi levado para o hospital, mas recusou o atendimento e foi detido em seguida.

O caso foi levado para o 101º Distrito Policial, no Jardim Imbuias. Lá, outro filho da vítima confirmou que o irmão é viciado em drogas e que o crime poderia ter sido cometido por ele. A possível motivação é uma suposta recusa da mãe em dar-lhe dinheiro para a compra de entorpecentes.

Este outro filho também relatou que o irmão teria comprado gasolina em um posto próximo ao local do crime. O frentista do estabelecimento mencionado foi intimado a depor e reconheceu o jovem detido como sendo o homem que comprou gasolina no posto onde trabalha.

Com essas informações, o filho da vítima foi preso em flagrante. A ocorrência foi registrada como incêndio com resultado morte.

+Assine a Vejinha a partir de 6,90 

  • Continua após a publicidade
    Publicidade