Clique e Assine a partir de R$ 12,90/mês

Filho de Chorão quebra silêncio e dá entrevistas sobre polêmicas

Alexandre Abrão passa a falar sobre polêmicas envolvendo a banda de seu pai, Charlie Brown Jr.; Marcão e Thiago Castanho se desligaram da turnê comemorativa

Por Redação VEJA São Paulo 27 nov 2021, 12h11

Antes avesso à entrevistas, Alexandre Abrão, que leva o mesmo nome do pai, Alexandre Magno Abrão, ou Chorão, recentemente tomou a decisão de falar à imprensa sobre as polêmicas envolvendo seu nome. O estopim foi a recente saída dos músicos Marcão e Thiago Castanho da turnê comemorativa do Charlie Brown Jr.

Entre os assuntos tratados em entrevistas ao g1, à TV Record e ao Vênus Podcast, Alexandre falou também sobre a dívida com a gravadora EMI que foi deixada por seu pai. A dívida teria sido adquirida em 2005, quando Chorão decidiu comprar os direitos da banda dos demais integrantes – fato que se tornou centro dos recentes episódios.

+ Chorão deixa dívida póstuma para o filho

O mais recente imbróglio envolve a turnê comemorativa dos 50 anos de Chorão, que havia sido anunciada em fevereiro. No dia 24 de outubro, os guitarristas Marcão e Thiago Castanho postaram em suas redes um comunicado sobre a saída dos dois do projeto comemorativo e de “qualquer outro projeto que esteja vinculado ao Alexandre, filho do Chorão”.

Imagem mostra printscreen com texto em fundo branco.
Post do guitarrista Thiago Castanho, anunciando sua saída do projeto comemorativo. Instagram/Reprodução

Os guitarristas ainda completaram dizendo que “infelizmente o ego, a vaidade e a ganância falaram mais alto que uma parceria coerente e honesta”. Após esse comunicado, eles anunciaram uma outra turnê, essa em comemoração dos 30 anos da banda. O projeto ainda envolve outros 5 ex-integrantes.

+Assine a Vejinha a partir de 6,90.

Continua após a publicidade

Marcão e Thiago chegaram a publicar uma segunda nota, dessa vez detalhando que “não se trata de querermos o nome”, e que “não existe o registro do nome Charlie Brown Jr no INPI, o que assim não dá direito a ninguém se dizer dono de tal ‘marca'”. Por fim, terminam com “2022 estamos na estrada”.

Ao g1, Alexandre Abrão também disse que, em 2016, Thiago Castanho lhe trancou em um banheiro e disse: ‘Vou tirar o nome do Charlie Brown de você’. Sobre a saída dos guitarristas, o herdeiro do vocalista disse que “eles me processaram e eu continuei tentando falar”. “A verdade é que eu nunca fui contatado por eles para absolutamente nada”, disse Alexandre.

+Assine a Vejinha a partir de 6,90.

 

 

Continua após a publicidade

Publicidade