Clique e assine por apenas 6,90/mês

Escolas em São Paulo enviam termo aos pais caso filhos contraiam Covid-19

A justificativa do termo é de que “o vírus circula por todo o mundo e não somente na escola”

Por Redação VEJA São Paulo - Atualizado em 6 ago 2020, 18h54 - Publicado em 6 ago 2020, 18h51

Escolas da Diretoria de Ensino Regional Sul 3, da rede estadual de São Paulo, enviaram aos responsáveis pelos alunos um termo de responsabilidade caso os filhos contraiam a Covid-19 após o retorno às aulas. A justificativa do termo é de que “o vírus circula por todo o mundo e não somente na escola”.

O documento apresenta duas opções: não permitir o retorno dos filhos às aulas e se responsabilizar pelo cumprimento das atividades à distância ou permitir o retorno demonstrando consciência dos riscos de contaminação. 

Se o tutor optar pela segunda opção, ele se declara responsável caso aluno seja infectado pelo coronavírus no futuro. Todas as crianças devem cumprir as exigências de segurança e do uso de máscara de proteção, estar ciente do revezamento das aulas presenciais e do funcionamento da escola em horários diferenciado, além de entregar o dever de casa.

O documento pede ainda que os pais indiquem se o filho faz parte do grupo de risco e se tem máscara disponível.

Reprodução/Veja SP

A rede estadual de São Paulo está com o retorno às aulas previsto para o dia 8 de setembro. Entretanto, para a retomada acontecer, é preciso que as regiões estejam há pelo menos 28 dias consecutivos na fase amarela do Plano São Paulo. Na capital, o secretário de Educação Bruno Caetano afirmou que ainda não se sabe se as aulas voltarão na data prevista pelo governo do estado.

Continua após a publicidade
Publicidade