Clique e Assine a partir de R$ 6,90/mês

Edifício Copan: Projeto de restauração da fachada é aprovado

Há dez anos os administradores aguardam liberação para que obras no prédio tombado saiam do papel

Por Redação VEJA São Paulo 4 out 2021, 16h33

Foi liberado o projeto de restauração do Edifício Copan, icônico prédio do centro de São Paulo tombado em 2012. Desde 2011 aguardando a liberação, a reforma poderá sair do papel após aprovação do Conselho Municipal de Preservação do Patrimônio Histórico, Cultural e Ambiental da Cidade de São Paulo, o Conpresp.

Há dez anos, a administração do Copan entrou com pedido de autorização para modificações na fachada. A proposta era retirar as pastilhas que estavam se desprendendo, além da colocação de uma rede de proteção com intuito de evitar acidentes.

+ No Copan, Cuia Café mostra o Brasil antropofágico de Bel Coelho

O Conpresp e o Departamento de Patrimônio Histórico pediram um projeto completo de restauração para dar início a essas obras. A administração chegou a remover algumas das pastilhas e a colocar a rede de proteção, mas, em 2015, os trabalhos foram embargados. Sua continuidade dependia da apresentação de um projeto completo de restauração para os dois órgãos.

Depois de negociarem, ficou determinado que 2019 seria o prazo final para a apresentação de um projeto para o edifício. Empresas participaram de uma competição e o Instituto Pedra foi escolhido como responsável para prosseguir com as obras. Após concluída a restauração, a administração do Copan volta a ser responsável por outras possíveis mudanças.

+Assine a Vejinha a partir de 8,90.

Continua após a publicidade

Publicidade