Clique e Assine a partir de R$ 6,90/mês

Duda Reis acusa Nego do Borel de estupro e ameaças com faca em depoimento para a polícia

Cantor divulgou vídeo com posicionamento; ele nega as acusações

Por Redação VEJA São Paulo Atualizado em 14 jan 2021, 20h36 - Publicado em 14 jan 2021, 20h35

Duda Reis registrou nesta quinta-feira (14) um boletim de ocorrência contra o cantor Nego do Borel na capital paulista. Na última quarta (13) a modelo e influencer de 19 anos postou nas redes sociais um relato em que afirmava que o artista a agrediu enquanto eles eram noivos, até dezembro do ano passado.

De acordo com o G1, no depoimento, prestado na 1ª Delegacia de Defesa da Mulher, a artista afirmou que foi vítima de estupro. Nego do Borel prestou queixa no Rio de Janeiro acusando a ex-noiva de calúnia e difamação.

Em agosto de 2018, durante uma viagem para Portugal, Duda afirma que o cantor a obrigou a tomar doses maiores do que as prescritas de um medicamento controlado. Ela disse que foi estuprada por Nego do Borel enquanto estava sob efeito das drogas. Ela conta que pediu que ele parasse, mas o homem não interrompeu o ato sexual.

Segundo a modelo, na mesma viagem, ela se recusou a acompanhar o artista em uma apresentação e por isso, foi agredida, tendo ferimentos nas costas e pernas. Duda narrou que essa não teria sido a única agressão, e outros episódios se repetiram durante outros eventos.

A influencer diz que desenvolveu síndrome do pânico, bulimia e anorexia nervosa, além de depressão. Em outubro de 2019, Duda afirma que Nego do Borel teve uma crise de ciúmes e a agrediu com chutes na perna. Um mês depois, ela diz que foi ameaçada por ele com uma faca durante um churrasco na casa do artista: ela alega que ele estava sob efeito de álcool e drogas.

A atriz contou que o cantor teria a obrigado a cortar laços com a família e chegou a dizer que mataria os parentes dela. Ela voltou a falar das traições, admitidas pelo artista: no depoimento, Duda alega que contraiu HPV.

OUTRO LADO

Em vídeo no Instagram publicado nesta quinta, o artista assumiu a traição. “Essa foi a contribuição para o fim do nosso relacionamento. Eu nunca agredi ela, nunca pratiquei nenhum tipo de violência. Não entendi porque ela está fazendo isso, mas estou tomando medidas legais para provar que não sou esse cara. Não quero ficar aqui denegrindo a imagem dela, mas se é para me defender, vou até o final”, disse.

Continua após a publicidade
Publicidade