Doria deve privatizar gestão do Bilhete Único

De acordo com o jornal Folha de S. Paulo, a medida faz parte de um pacote de 52 itens "privatizáveis" para avaliar os custos da administração municipal

A gestão João Doria quer privatizar a gestão do Bilhete Único. De acordo com o jornal Folha de S. Paulo, a medida faz parte de um pacote de 52 itens “privatizáveis” para avaliar os custos da administração municipal, como o Autódromo de Interlagos, o Anhembi e o Estádio do Pacaembu.

Segundo o jornal, a privatização do Bilhete Único desafogaria a prefeitura em 456 milhões de reais gastos anualmente com o gerenciamento do serviço, a cargo da SPTrans. A forma como a gestão privada será feita ainda não foi definida, de acordo com a publicação.

O Bilhete Único possui 5,6 milhões de clientes e chega a movimentar em alguns dias mais de 40 milhões de reais.

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s