Clique e assine por apenas 5,90/mês

Novo documento pode mudar cenário da disputa pela herança de Gugu

Os advogados de Rose Miriam garantem que podem comprovar união estável entre ela e o apresentador

Por Redação VEJA São Paulo - 28 set 2020, 11h16

Augusto Liberato, o Gugu, morreu em novembro de 2019 depois de sofrer um acidente em casa e bater a cabeça. Desde então, sua herança é disputada por membros da família. Na última semana, um novo documento entrou na disputa judicial: uma declaração do falecido apresentador às autoridades de imigração americanas. 

Mãe dos três filhos de Gugu, Rose Miriam entrou com pedido de visto de residência permanente nos Estados Unidos, o Green Card, para ela e os filhos em 2016. Uma das maneiras de se conseguir esse visto é investir uma quantia no país norte-americano. Pelas regras da época, esse valor era de US$ 500 mil. 

No processo para o pedido do Green Card há uma declaração de Gugu às autoridades de imigração americanas. O texto, em inglês, passou por uma tradução juramentada, registrada em cartório, a pedido da defesa de Rose. O documento foi assinado pelo ex-apresentador. E nele, Augusto Liberato afirma ter uma fortuna superior a R$ 200 milhões.

“Tenho uma companheira de muitos anos, Rose Mirian Souza Di Matteo, que é mãe de nossos três filhos: João, Marina e Sofia”, diz a tradução do documento, e segue: “presenteei US$ 555 mil da minha conta para uso pessoal da minha companheira”. No fim do texto, está escrito: “declaro que o que acima exposto é verdadeiro e correto, tanto quanto é do meu conhecimento, sob pena de perjúrio”.

A Justiça brasileira analisa o processo de reconhecimento de união estável movido por Rose.

Disputa pela herança

Depois da morte de Gugu, a família se reuniu para a leitura do testamento. Nele, a divisão foi posta da seguinte maneira: 75% da fortuna para os três filhos e o restante para os cinco sobrinhos.

Rose Miriam não é citada no testamento. No entanto, ela entrou na Justiça para provar que tinha uma união estável com Augusto Liberato. Se conseguir, terá direito à metade do patrimônio construído enquanto os dois estiveram juntos.

+Assine a Vejinha a partir de 6,90 

Continua após a publicidade
Publicidade