Clique e Assine a partir de R$ 12,90/mês

São Paulo tem cratera gigantesca aberta há milhões de anos

Um corpo celeste que se chocou contra a terra abriu o buraco onde hoje é o bairro de Vargem Grande

Por Mauricio Xavier [Colaborou Vinicius Tamamoto] Atualizado em 27 dez 2016, 15h12 - Publicado em 15 out 2016, 00h00

Entre 5 e 36 milhões de anos atrás, um objeto vindo do espaço sideral chocou-se contra a superfície terrestre, abrindo uma depressão onde hoje fica o extremo sul da capital. Considerada um patrimônio geológico de São Paulo, a Cratera de Colônia está localizada no distrito de Parelheiros e, apesar de ter sido descoberta nos anos 60, só foi reconhecida pela comunidade científica em 2013. Trata-se de um dos dois únicos buracos abertos por um corpo celeste que são habitados em todo o mundo — o outro é o de Ries Crater, na Alemanha. Confira algumas de suas curiosidades.

+ Marcos incômodos: locais na capital que remetem à escravidão

  • 3,6 quilômetros é o diâmetro da abertura
  • 300 metros é a sua profundidade
  • Aproximadamente 40 000 pessoas vivem na área, no bairro de Vargem Grande
Publicidade