Clique e assine com até 89% de desconto

Dos tempos em que o futebol engatinhava

Em 1912, Colégio Marista Arquidiocesano abrigava dois times de alunos

Por Marcelo Moura [com reportagem de Catarina Cicarelli e Isabella Villalba] Atualizado em 5 dez 2016, 18h32 - Publicado em 15 out 2010, 23h15

A foto acima, de 1912, mostra o Team Progresso, equipe de futebol dos alunos mais velhos do Colégio Marista Arquidiocesano — nove deles com uniforme de jogo e botinas. Estudantes mais jovens formavam o Team Esperança, e o capitão recebia o nome de “captain club”. Termos estrangeiros eram comuns numa época em que o esporte (introduzido no país em 1895, pelo inglês Charles Miller) ainda estava se abrasileirando. A quadra da sede do Arquidiocesano, então na Avenida Tiradentes, no centro, recebia partidas do time da casa contra o Gynasio Colégio N.S. do Carmo, Gynasio São Bento e Gynasio Macedo Soares. A presença das primeiras alunas, em 1972, levou à formação de equipes femininas.

Publicidade