Clique e assine por apenas 6,90/mês

PF descobre ‘central de fraude’ para auxílio emergencial no interior

Nove pessoas foram presas; quadrilha criava perfis falsos e sacava o benefício concedido pelo governo em meio à pandemia do coronavírus

Por Redação VEJA São Paulo - Atualizado em 13 ago 2020, 11h27 - Publicado em 13 ago 2020, 11h25

Uma chácara era utilizada como uma espécie de “central de fraude” para o auxílio emergencial em Lençóis Paulista, no interior de São Paulo. A Polícia Federal fez uma perícia no local e nove pessoas foram presas suspeitas de aplicar os golpes.

A polícia chegou até o local após uma denúncia anônima. Lá, encontrou computadores usados para armazenar dados de pessoas, como CPF, RG e endereço. Eles criavam perfis falsos e sacavam o benefício criado pelo governo em meio à pandemia do coronavírus. De acordo com a corporação, os criminosos escolheram o local por estar localizado em uma região deserta.

Na propriedade, foram apreendidos quatro carros, uma moto, 19 cartões bancários, cerca de 300 chips de celulares, R$ 60 000 em dinheiro e vários cheques, totalizando R$ 26 000.

Thiago Zorzetto, tenete da PM, disse que a polícia irá continuar as investigações porque suspeita de que mais pessoas estejam envolvidas no esquema fraudulento.

“A gente acredita que tenha mais pessoas na quadrilha e, com esses nove que foram detidos, com as investigações, vai abrir um leque maior e haverá mais pessoas presas pelo tamanho da fraude, dos golpes e do equipamento que eles tinham no local”, explica o tenente.

Continua após a publicidade
Publicidade