Clique e assine por apenas 6,90/mês

Casarão na Liberdade já foi residência de Ramos de Azevedo

Em um dos vitrais, figura um esboço do que viria a ser o Teatro Municipal

Por Vinicius Tamamoto - 5 jan 2018, 06h00

Um imponente casarão no número 111 da rua Pirapitingui, na Liberdade, já foi residência de um dos principais personagens paulistanos, o arquiteto Ramos de Azevedo. Projetada por ele, a construção de arquitetura neoclássica de 1891 ainda hoje mantém itens originais da época, como pia, banheiro e azulejos do hall.

O desenho do Teatro Municipal, em um vitral: o cartão-postal só seria inaugurado vinte anos depois André Argolo/Divulgação/Veja SP

O detalhe mais notável fica escondido em um dos vitrais: entre os adornos, figura o esboço do que viria a ser a fachada do Teatro Municipal, projeto icônico do profissional inaugurado em 1911 e cartão-postal da capital. Tombado pelo Condephaat e Conpresp, o palacete funciona atualmente como sede da editora Global, que o adquiriu em 1988 e trabalhou em sua restauração até 2010.

Publicidade