Clique e Assine a partir de R$ 6,90/mês

Casal é preso acusado de provocar incêndio que matou filhos na Zona Sul

Pais afirmaram à polícia que barraco onde moravam era iluminado por vela que ficava ao lado de galão de álcool

Por Redação VEJA São Paulo Atualizado em 14 fev 2020, 15h49 - Publicado em 3 dez 2019, 09h50

Um casal foi preso em flagrante na madrugada desta terça-feira (3) ao ser apontado como responsável pelo incêndio que matou os dois filhos na Vila Mariana, na Zona Sul de São Paulo.

Moisés de Jesus Moreira Gomes, de 36 anos, e Gisele Cardoso da Silva, de 31 anos, responderão pelo crime de homicídio culposo. Segundo informações da Secretaria de Segurança Pública, a família morava em um barraco, construído às margens da Avenida 23 de Maio.

O Corpo de Bombeiros chegou pouco depois para conter as chamas tentar e resgatar as crianças – uma de 2 e outra de 4 anos. As duas, porém, já estavam mortas quando a ajuda chegou.

Gomes e Gisele, que também estavam feridos, informaram à polícia que a casa era iluminada por uma vela, colocada próxima a um galão de álcool que eles usariam para cozinhar.

Os dois afirmaram que estavam no lado de fora quando, em determinado momento, ouviram uma explosão. O casal foi levado para o Hospital das Clínicas, onde permanecem internados. O caso foi registrado no 27º DP.

Continua após a publicidade

Publicidade