Clique e Assine a partir de R$ 6,90/mês

Nova arena Allianz Parque terá mirante, restaurantes e E-sports

Com acesso a terraço de 4 000 metros quadrados, sala de games e praça de alimentação, local estreia em setembro com o evento CASACOR

Por Humberto Abdo Atualizado em 10 jun 2021, 20h40 - Publicado em 11 jun 2021, 06h00

Um novo espaço de entretenimento inspirado nos moldes de projetos como o extravagante Bellagio Hotel & Casino, em Las Vegas, será lançado neste ano no Allianz Parque. Uma ampliação na área de coworking, salas para competições de E-sports, restaurantes e um mirante com vista para o estádio farão parte da Arena Viva, projeto comandado pela WTorre Entretenimento e bancado por marcas parceiras da empresa.

No total, o empreendimento custará cerca de 15 milhões de reais e a pandemia, é claro, ajudou a acelerar os planos. “O que posso fazer para que as pessoas nos visitem mais? Sem público e nenhum show, vimos a oportunidade de criar novas atrações nessas áreas”, reflete Cláudio Macedo, CEO do Allianz Parque desde novembro do ano passado.

No 3º andar do prédio do estacionamento, com entrada pela Rua Padre Antônio Tomás, o local será transformado em uma grande praça de alimentação composta de restaurantes e bares, que também funcionarão fora do horário das partidas e shows. “Até consideramos trazer cadeias renomadas de restaurantes, mas acabamos optando por criar conceitos próprios.” Serão três estabelecimentos novos: o Mustard, com menu de hambúrgueres e costelinha suína; o Arara, restaurante brasileiro; e o La Coppa, com pratos italianos. Atualmente, o local tem o Nagairô Sushi e o Camarote FanZone, fechados na pandemia.

Croqui de restaurante a ser inaugurado no allianz parque com vista para o gramado.
Novos restaurantes na Arena Viva, do Allianz Parque, terão vista para o estádio. Divulgação/Divulgação
croqui de restaurante a ser inaugurado no allianz parque com vista para o gramado
Croqui: novos restaurantes e mirante serão instalados no edifício em frente ao estádio. Divulgação/Divulgação

Nas salas de coworking, o projeto pretende aumentar a capacidade atual de 150 pessoas para 350, com aluguéis a partir de 1 000 reais e inauguração prevista para o fim deste ano. “Também queremos acolher com força total o universo dos games”, antecipa Macedo. Ainda em fase de planejamento, a arena deve receber, até 2022, salas para treinamentos e campeonatos de E-sports. Outra vontade do empresário é criar um show de luzes no gramado. “Como nas paradas da Disney e nas águas do Bellagio”, sonha. “Eu frequentei muitos desses lugares em Las Vegas e em estádios internacionais e tudo tem servido de inspiração.”

vista do estádio a partir de um pónto alto da arquibancada em uma das quinas do estádio
Vista privilegiada: Arena Viva terá ingressos com valor especial em dias de jogos no Allianz Parque. Alexandre Battibugli/Veja SP
Continua após a publicidade

+Assine a Vejinha a partir de 8,90.

O Parque Mirante, instalado no terraço do edifício, completa a novidade e promete ser uma das principais atrações. “Vai ser uma casa de eventos, contratada como o aluguel de um salão, que pode ser usada para o pré e o pós de um show… Uma festa para a banda que for se apresentar no estádio naquele dia, por exemplo”, explica. “Só o 3º andar será aberto ao público, como um grande bulevar.”

A área do mirante, de 4 000 metros quadrados, abre as portas em setembro para a 34ª edição da CASACOR, que deixará o Jockey Club de São Paulo. “Depois de catorze anos por lá, vamos ocupar duas lajes do mirante e o piso logo abaixo, com cerca de sessenta ambientes no total”, antecipa Livia Pedreira, curadora da mostra de arquitetura e design. Com a mudança, o evento voltará a ser itinerante. “O próprio público demonstrava interesse em sairmos do antigo endereço e o rooftop da arena tem essa vista incrível com ícones importantes da cidade, como o Sesc Pompeia e a Casa das Caldeiras. Agora só precisamos redobrar os cuidados nas preparações.”

Após o encerramento da mostra, o grupo retoma as obras para finalizar o projeto. “A perspectiva é boa e temos recebido pedidos de datas”, diz Macedo. “Com a população vacinada, torcemos por uma retomada no fim do ano.”

+Assine a Vejinha a partir de 8,90.

Publicado em VEJA São Paulo de 16 de junho de 2021, edição nº 2742

Continua após a publicidade

Publicidade