Continua após publicidade

Alckmin condena greve e reforça convicção por concessões

O governador de São Paulo publicou vídeo nas redes sociais no qual condena a greve dos metroviários iniciada na manhã desta quinta-feira (18)

Por Estadão Conteúdo
Atualizado em 18 jan 2018, 11h16 - Publicado em 18 jan 2018, 11h12

O governador de São Paulo, Geraldo Alckmin (PSDB), publicou vídeo nas redes sociais no qual condena a greve dos metroviários iniciada na manhã desta quinta-feira, 18. “Essa absurda greve de parte dos metroviários, contrariando decisão judicial de ter 80% dos trens em horário de pico, reforça nossa convicção com relação à concessão das Linhas 5 e 17. A Linha 4, operada pela iniciativa privada, é a única operando normalmente. Queremos ampliar os serviços de trens e metrô, e com melhor qualidade”, destacou Alckmin.

O metrô opera parcialmente nesta manhã, apenas em trechos de linhas e com maior intervalo entre os trens.

O protesto, segundo os sindicalistas, é contra a privatização das linhas 5-Lilás e 17-Ouro, marcada para ocorrer na sexta-feira, 19. A greve deve durar 24 horas, de acordo com o anúncio feito pelos metroviários.

Continua após a publicidade

A Companhia Paulista de Trens Metropolitanos (CPTM) reforçou o atendimento à população. No entanto, os ônibus e os trens não estão dando conta de atender a todos.

Publicidade

Essa é uma matéria fechada para assinantes.
Se você já é assinante clique aqui para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Para curtir o melhor de São Paulo!
Receba VEJA e VEJA SP impressas e tenha acesso digital a todos os títulos Abril.
Impressa + Digital no App
Impressa + Digital
Impressa + Digital no App

Informação de qualidade e confiável, a apenas um clique.

Assinando Veja você recebe semanalmente Veja SP* e tem acesso ilimitado ao site e às edições digitais nos aplicativos de Veja, Veja SP, Veja Rio, Veja Saúde, Claudia, Superinteressante, Quatro Rodas, Você SA e Você RH.
*Para assinantes da cidade de São Paulo

a partir de R$ 39,90/mês

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.