Clique e Assine a partir de R$ 12,90/mês

Alckmin diz em entrevista que deve sair do PSDB

Ex-governador do Estado de São Paulo não divulgou a data que deixaria o partido

Por Redação VEJA São Paulo 10 ago 2021, 18h30

Geraldo Alckmin (PSDB) disse na última segunda-feira (9) que pretende sair do partido em entrevista à TV Tribuna, afiliada da Rede Globo, durante evento em Santos, no litoral paulista.

“Eu devo realmente sair, e a definição deve ocorrer nas próximas semanas”, respondeu Alckmin sobre possibilidade de se manter filiado ao PSDB. O ex-governador do Estado de São Paulo também não confirmou se pretende concorrer às próximas eleições para governador ou presidente.

Em julho, Alckmin jantou com Márcio França (PSB), o presidente da Fiesp, Paulo Skaf, filiado ao MDB, e o presidente do PSD, Gilberto Kassab, para discutir a formação de uma chapa em São Paulo.

Em 1988, Geraldo Alckmin foi um dos fundadores do PSDB (Partido da Social Democracia Brasileira) junto com outros 118 políticos, entre eles o ex-presidente da República Fernando Henrique Cardoso e o senador José Serra.

Alckmin não ocupa cargos públicos desde as eleições presidenciais de 2018.

  • Continua após a publicidade
    Publicidade