Clique e Assine a partir de R$ 8,90/mês
Vida Boa Por Bárbara Öberg A repórter Bárbara Öberg fala sobre bem estar, exercícios, saúde e novidades para melhorar a rotina.

“Desisti dos milagres e eliminei 20 quilos”, conta advogada

Ana Paula chegou a pesar mais de 80 quilos e decidiu que a transformação só poderia acontecer se ela parasse de acreditar nas "dietas milagrosas"

Por Tatiana Izquierdo Atualizado em 25 fev 2017, 20h11 - Publicado em 24 jan 2017, 17h08

Estamos em plena temporada de férias, mas para te incentivar a finalmente embarcar em uma dieta, o blog Vida Boa traz essa semana o depoimento da advogada Ana Paula Carneiro e sua incrível determinação para fazer as pazes com a balança. Confira a seguir e escolha seu destino. Boa viagem rumo à perda de peso!

“Desisti dos milagres para emagrecer e eliminei 20 quilos”

Eu venci, consegui. Emagreci, com saúde, 20 quilos, sendo 19 deles em dez meses. E para motivar as pessoas resolvi escrever esse depoimento. Primeiramente, quero me apresentar, sou a Ana Paula, tenho 40 anos, dois filhos, um menino de 6 anos e uma menina de 8 anos.

Fiquei conhecida por todos a minha volta por ser aquela pessoa que sempre, sempre buscou uma fórmula mágica para emagrecer. Queria um milagre, assim como muitos de vocês que estão lendo esse texto. Mas infelizmente – ou felizmente, vai saber – milagres não existem neste caso. Então, resolvi dar um basta nessa busca irreal.

ana-paula-antes-2

E olha, para ser bem sincera, e quem convive comigo sabe disso, eu era uma pessoa até que bem resolvida com os quilos a mais. Não cuidava muito da alimentação e também não fazia exercício. Na verdade, sempre fui “cheinha” e depois do casamento e dos filhos fui engordando, pouco a pouco – como acontece com muitas pessoas.

Aí pensava, ahhhh já estou gorda mesmo, então vou comer. Só que lá no fundo, uma coisa em especial me incomodava: o meu corpo em relação ao meu marido. Acho que eu tinha vergonha e não admitia. Como será que ele estava me enxergando? Coisa de mulher, não que ele criticasse. De jeito algum. Quando casei, tinha 60 quilos e antes da dieta, cheguei aos 81.

Mas a minha vida estava boa. Até que pintou aquela viagem… de nós dois. E para completar seria (e foi) para a Tailândia. Um paraíso, praia, nós dois e eu daquele tamanho!!! As minhas coxas estavam grossas, encostando umas nas outras, e só pensava: putz, não vou poder entrar de saída de praia no mar, na piscina. E muito menos falar para o meu marido fechar os olhos. Foi aí que resolvi mudar. Queria, ao menos, tentar.

ana-paula-antes

Procurei uma nutricionista e em um médico endocrinologista em fevereiro do ano passado. De cara, a nutricionista me prescreveu uma dieta bem restritiva, com pouquíssimo carboidrato, já que eu tinha urgência de perder alguns bons quilos até abril, quando seria a viagem.

Comecei a dieta e, ao mesmo tempo, contratei um personal. A ideia era que ele trabalhasse comigo, me incentivando nos exercícios, enquanto eu me comprometeria a pegar firme na alimentação correta. Nem preciso dizer, né? O começo foi cruel. Dificílimo. E posso dizer com todas as letras que o personal, Kleber, foi um grande parceiro e extremamente decisivo no sucesso da minha dieta. Eu sempre o-d-i-e-i academia, pra mim é um sacrifício enorme.

ana-paula-depois

Só que ter uma pessoa “vigiando” o meu desempenho ajudou. Cada vez que eu voltava de um final de semana e, às segundas, estava com alguns gramas a mais, ele torcia o nariz. E isso me deixava um pouco incomodada. Então, eu decidi provar para ele que semana seguinte estaria mais magra, correria atrás pra sanar aquele prejuízo.

Assim, foi indo, passei a equilibrar a dieta aos finais de semana, quando é mais difícil. Foram dez meses de esforço, dieta, alguns altos e baixos e a conquista de deixar 20 quilos para trás. Hoje, treino três vezes por semana, e cada vez que volto para casa e me lembro o esforço que fiz, policio ao máximo a alimentação.

Continua após a publicidade

Os finais de semanas continuam sendo super complicados, pois tudo sempre acontece aos sábados e domingos: festas, encontros, reuniões com amigos, etc. Só que já saquei que não posso sair da dieta nos finais de semana, pois coloco tudo a perder e não emagreço. Afinal, ainda não cheguei na fase da manutenção.

Uma grande dica que funciona pra mim é levar marmita para as festas, ainda mais na hora dos doces – tentação. Também é muito importante fazer um planejamento: ter em casa aquilo que podemos comer, investir em receitas gostosas, ter frutas, sucos permitidos. Do contrário, é cair em tentação na certa.

Se você está morrendo de vontade de um doce e faz uma panqueca permitida na dieta, atenua a coisa e você não fura a dieta. Claro que estaria mentindo se dissesse que, nestes dez meses, não furei a dieta. Sim, deslizei algumas vezes, mas compensei no outro dia.

ana-paula-depois-2

Não, não é fácil. É preciso ter foco, determinação e força de vontade. Lembrar do seu comprometimento com determinado objetivo e seguir em frente. Eu consegui e posso jurar que  você também consegue. Basta querer. E querer de verdade. Eu posso ajudar todos que precisarem com meu exemplo, minhas histórias, receitas que tenho ou até mesmo com minhas dicas.

Tenho consciência que o mérito foi meu. Mas também dos profissionais que me ajudaram, em especial do meu personal, que me ajudou e me ajuda até hoje”

Um grande beijos,

Ana Paula Carneiro Kamagian

 

Adoramos, Ana Paula.

EM TEMPO: eu me chamo Chris Martinez e sou a jornalista que escreve esse blog. Se você quer me mandar uma sugestão ou contar a sua história, me escreva, chrismartinez@butiquedeletras.com.br pra me seguir no Instagram, @blogvidaboa_.

Um beijo, até mais.

Continua após a publicidade
Publicidade