Clique e Assine a partir de R$ 12,90/mês
Tudo Sobre Cinema

Por onde anda atriz de A Princesinha, que largou cinema e virou bilionária

Liesel Matthews, que hoje tem 35 anos, mudou radicalmente de vida

Por Miguel Barbieri Atualizado em 6 out 2020, 14h49 - Publicado em 25 set 2019, 14h40

Antes de E sua Mãe Também, Harry Potter, Gravidade e Roma, o diretor mexicano Alfonso Cuarón dirigiu, em 1995, uma pequena pérola chamada A Princesinha, que encantou várias gerações. A estrela do filme era Liesel Matthews, que interpretava Sara. Mas, desde lá, o que fez Liesel e por onde ela anda?

Liesel só fez mais dois filmes na sequência: Força Áerea Um (ela interpretou a filha de Harrison Ford), em 1997, e Blast, em 2000. E encerou, assim, sua trajetória no cinema.

Seu verdadeiro nome é Liesel Pritzker e, após o casamento, acrescentou o Simmons, sobrenome do marido. Liesel é uma homenagem a Liesl von Trapp, uma das personagens do clássico A Noviça Rebelde. Cuarón, inclusive, relatou numa entrevista o motivo de ter escolhido a garota, que tinha 11 anos à época das filmagens: “Eu não queria uma atriz que estivesse preocupada com a técnica e Liesel estava mais interessada em se divertir do que se estabelecer na carreira de atriz. E isso é raro”.

Liesel vem de uma rica família, os Pritzker que, em 2015, entrou na lista da Forbes com a sétima família mais rica dos Estados Unidos. O patrimônio deles gira em torno de 30 bilhões de dólares e, para se ter uma ideia, seu tio é dono da cadeia de hotéis Hyatt, e a família detém 36% da Royal Caribbean Cruise Lines. Mas, como se diz, o dinheiro não traz felicidade e, após o divórcio de seus pais, Liesel teve uma briga com seu pai para poder gerenciar a herança e alegou que ele e onze primos haviam desviado 1 bilhão de seus fundos fiduciários.

Liesel se dedica à filantropia Divulgação/Divulgação

Em entrevista a Forbes, Liesel explicou a razão de ter entrado na Justiça contra seu próprio pai: “Eu queria saber o que aconteceu com meu dinheiro. Será complicado e demorado, mas só quero saber o que aconteceu”. Mas tudo foi resolvido em 2005. Em nota do The New York Times, Liesel e seu irmão, Matthew, receberam 280 milhões de dólares cada um, além de obter o controle sobre seus fundos fiduciários, avaliados em 170 milhões de dólares.

Continua após a publicidade

Em 2011, Liesel se casou com Ian Simmons e, juntos, se dedicam também à filantropia. O marido dela vem de uma família igualmente rica, possui um patrimônio líquido estimado em 100 milhões de dólares e é herdeiro da cadeia de varejo Montgomery Ward.

Liesel casou com Ian Simmons em 2011 Divulgação/Divulgação

Uma de suas atividades incluiu uma viagem à Índia para ensinar ioga a viciados em heroína. Ela fez uma reflexão a respeito: “Talvez eu tivesse algo a oferecer, além do meu dinheiro”. De volta a Nova York, abriu, com sua mãe, a fundação IDP, que visa gerar progresso global para os esforços de impacto educacional e social. A caridade, enfim, faz parte de seu cotidiano. “Tive muita sorte de nascer numa condição em que tenho comida, água limpa para beber, uma comunidade de pessoas que me apoiam. Então, por que não usar essa base de contatos para formar pessoas?”.

Em julho de2019, Liesel esteve de volta à mídia. Ela ela e outros dezoito bilionários americanos publicaram uma carta aberta aos candidatos à eleição presidencial de 2020 defendendo uma causa: que o dólar de novas receitas de impostos devem vir dos mais afortunados financeiramente e não dos americanos de renda média ou baixa”.

Que me seguir nas redes sociais? Anote:

Facebook: facebook.com/paginadoblogdomiguel
Twitter: @miguelbarbieri
Instagram: miguelbarbieri
YouTube: Miguel Barbieri Jr. 

 

Continua após a publicidade
Publicidade