Clique e Assine a partir de R$ 12,90/mês
Tudo Sobre Cinema

12 boas novidades nas plataformas digitais

Uma das atrações é o drama uruguaio O Mistério do Poço

Por Miguel Barbieri Atualizado em 31 mar 2021, 18h49 - Publicado em 1 abr 2021, 10h15

Confira na lista abaixo vários filmes que são novidades nas plataformas digitais.

Os Segredos que Guardamos > Maja (Noomi Rapace) é romena e conheceu seu marido americano (Chris Messina) no fim da II Guerra, na Europa. Morando numa pequena cidade dos Estados Unidos, no início da década de 60, ela tem certeza de que o funcionário de uma refinaria de petróleo é um oficial nazista alemão que mudou de identidade. Maja toma medidas extremas enquanto Thomas (Joel Kinnaman) tenta explicar que é suíço e sempre viveu em Zurique. A dúvida persiste durante os desdobramentos do drama de suspense, que culmina com um desfecho inesperado e não menos polêmico. Amazon Prime Video.

Antígona — A Resistência Está no Sangue > Inspirado livremente na tragédia grega, o drama canadense transpõe para os dias de hoje a história de Antígona (Nahéma Ricci), a caçula de uma família de imigrantes da Cabília, região no norte na Argélia. Após a morte dos pais, ela se refugiou com a avó, uma irmã e dois irmãos em Montreal. Uma morte e uma prisão vão redefinir o futuro da protagonista, que, conforme sugere o subtítulo do filme, é uma combatente do sistema, seja da polícia, das leis de migração ou das instituições jurídicas. NOW, Looke e outras plataformas de aluguel.

+Assine a Vejinha a partir de 6,90.

O Mistério do Poço > São apenas quatro atores, uma locação, pouca ação — e muito talento na direção dos irmãos uruguaios Bernardo e Rafael Antonaccio! Num dia de verão com sol escaldante, Alicia e o namorado, que moram em Montevidéu, encontram dois amigos dela numa pedreira abandonada. O engomadinho da capital não se enturma com os dois caras do interior, que improvisam um churrasco, se entopem de cerveja e se banham nas águas de um lago. O calor é uma presença constante no ambiente, tomado pelos corpos suados — e o clima vai esquentar ainda mais numa série de desentendimentos e revelações. NOW.

Target Number One > Inspirado em caso verídico, o filme avança em duas frentes. Em 1989, o repórter investigativo Victor Malarek (Josh Hartnett) recebe o sinal verde de seu editor e parte de um jornal do Canadá em direção à Tailândia. Sua missão é descobrir uma ligação do governo com o tráfico de heroína em Bangcoc. Na outra ponta da trama está Daniel Léger (o ótimo Antoine Olivier Pilon). Viciado em drogas e com uma vida profissional errante, ele passa a morar num iate e a trabalhar para um suposto pescador que tem negócios escusos. Ambas as histórias vão convergir numa só e, até lá, o roteiro dá algumas voltas dispensáveis. Ao ganhar um prumo (e um melhor entendimento), o drama ganha força emocional. NOW, Looke e outras plataformas de aluguel.

Destruição Final — O Último Refúgio > John e Allison (Gerard Butler e Morena Baccarin) reúnem os amigos em casa. A confraternização vai bem até que ele recebe uma enigmática mensagem pelo celular. Sem fazer alarde, John deve pegar a esposa e o filho e se encaminhar para um abrigo secreto do governo. O motivo para a pressa e o desespero (deles e dos outros) é que um cometa está vindo em direção à Terra e vai provocar um desastre de proporções gigantescas. Uma das primeiras qualidades é não enrolar o espectador, sobretudo quando se sabe que ele não é um disaster movie (ou filme-catástrofe). Tensa desde o início, a trama pende por caminhos tortuosos, que recorre a reviravoltas questionáveis mas sem receio de cumprir o que promete: uma atração de roer as unhas sem pausa para pegar a pipoca. Disponível no Amazon Prime Video.

A Arte de Ser Adulto > O diretor Judd Apatow deu uma renovada na comédia em meados dos anos 2000 em filmes como O Virgem de 40 Anos e Ligeiramente Grávidos. Em seu novo filme, Scott, papel de Pete Davidson, tem 24 anos, mora com a mãe (Marisa Tomei), passa o tempo fumando maconha com os amigos e tem a vontade estapafúrdia de abrir um comércio que misture restaurante com estúdio de tatuagem. Mas eis que surge o bombeiro Ray (Bill Burr) para chacoalhar a mesmice de seu cotidiano. Nesse rito de passagem para a vida adulta, que faz uma boa combinação de humor sagaz com drama familiar, Staten Island é quase um personagem. A ilha ao sul de Manhattan é vista como um subúrbio onde o tempo parou e seus habitantes até parecem desconhecer o que se passa no fervilhante bairro vizinho, algo muito bem traduzido na derradeira cena. Tem no NOW, Looke e outras plataformas de aluguel.

Mulheres ao Poder > A diretora inglesa Philippa Lowthorpe tem experiência em séries e filmes para a TV e, portanto, o formato é quadradinho. Mas a instigante história real mantém o interesse. Em 1970, um grupo de feministas de Londres se reúne para criar o Movimento de Libertação das Mulheres, do qual faz parte uma estudante interpretada por Keira Knightley. Ao mesmo tempo, a capital inglesa vai sediar mais uma edição do Miss Mundo e, pressionado por grupos anti-apartheid, o diretor do concurso é obrigado a convocar uma candidata negra da África do Sul. De um lado, há mulheres criticando o machismo da competição em que as concorrentes são analisadas como animais em exposição. De outro, as misses negras sonham com a vitória para, assim, servir de exemplo a meninas do mesmo tom de pele. Ambas são causas pertinentes que se confrontam numa década que lutou contra o racismo e o patriarcado. Telecine Play ou Telecine pelo NOW.

Fúria Incontrolável > É bem provável que você já tenha visto algo parecido, seja em Encurralado (1971), seja em Um Dia de Fúria (1993). Mesmo entupido de clichês, com atuação exageradíssima de Russell Crowe e situações absurdas, é um tenso passatempo com eletrizantes noventa minutos. Tudo se passa num único dia e, na trama, Rachel (Caren Pistorius) está levando o filho para a escola num dia de engarrafamentos. Atrasada e incomodada com um carro à sua frente que não saiu do lugar ao abrir o semáforo, ela buzina alto. É o que basta para o motorista (Crowe) persegui-la obsessivamente. Disponível no Amazon Prime Video.

Framing Britney Spears > O movimento #FreeBritney ganhou força nos últimos meses para que a cantora se livre da tutela do pai, que detém, desde 2008, a administração de sua vida e patrimônio — e o documentário explica como a estrela pop, hoje com 39 anos, chegou ao cerceamento. O filme faz um compilado de sua infância, da fama com o hit Baby One More Time (1999), dos turbulentos casos com Justin Timberlake e com seu ex-marido Kevin Federline. O mais interessante, porém, está na análise de como tabloides, paparazzi e programas de fofocas transformaram sua vida num inferno e a empurraram para o poço da instabilidade emocional. Disponível no Globoplay.

Cabras da Peste > Bruceuilis (Edmilson) é um policial valente que deixa sua cidade no Ceará para resgatar uma cabra, sequestrada ao acaso por um traficante. Nachtergaele interpreta Trindade, um frouxo detetive de São Paulo, encostado num cargo burocrático após fracassar numa missão. A inusitada união da dupla na capital paulista move a comédia de piadas espirituosas e ação bem-humorada com as artes marciais. Netflix. 

Host > A história traz cinco amigas que convidam uma médium para uma sessão espírita. O média-metragem dura menos de uma hora e seus dois primeiros terços são dedicados a amenidades. Estão, contudo, nos últimos quinze minutos sua finalidade: tocar o terror no espectador em sequências de arregalar os olhos e palpitar o coração quando elas invocam um espírito do mal. Netflix. 

Moxie — Quando as Garotas Vão à Luta > O high school da trama é um microcosmo de uma sociedade plugada na diversidade, que debate o feminismo e outras causas femininas, aqui num registro endereçado, sobretudo, ao público teen. Cansada de ver suas colegas serem assediadas e humilhadas, Vivian (Hadley Robinson) cria, secretamente, um fanzine para expor os problemas e denunciar tipos dissimulados, como Mitchell, o capitão do time de futebol americano. Netflix.

  • Quer me seguir nas redes sociais? Anote: 

    Facebook: facebook.com/paginadoblogdomiguel
    Twitter: @miguelbarbieri
    Instagram: miguelbarbieri
    YouTube: Miguel Barbieri Jr. 

     

    Continua após a publicidade

     

    Continua após a publicidade

     

    Continua após a publicidade

     

    Continua após a publicidade

     

    Continua após a publicidade

     

    Continua após a publicidade

     

    Continua após a publicidade

     

    Continua após a publicidade

     

    Continua após a publicidade

     

    Continua após a publicidade

     

    Continua após a publicidade

     

    Continua após a publicidade

     

    Continua após a publicidade

     

    Continua após a publicidade

     

    Continua após a publicidade

     

    Continua após a publicidade

     

    Continua após a publicidade
    Continua após a publicidade
    Publicidade