Rita Lobo lança livro com receitas fáceis para quem mora sozinho

Confira uma receita de galinhada de cuscuz marroquino, que suja só uma panela

Sem ânimo para cozinhar? Em 5 de outubro, na Livraria da Vila, nos Jardins, a chef Rita Lobo, 44, lança Alimentação Saudável para Quem Mora Sozinho, um guia com dicas e pratos práticos e rápidos. Trata-se da terceira obra da coleção Já pra Cozinha, da Editora Senac. O último título deverá estar nas prateleiras em 2020, com receitas para crianças. “Cuidar da alimentação e fazer a própria comida é tão importante quanto dedicar um tempo ao trabalho e ao lazer”, acredita Rita. “Consumir industrializados por pura preguiça é um horror para a saúde.” A seguir, aprenda a fazer uma galinhada de cuscuz marroquino. Fica pronta em vinte minutos e, o melhor, suja só uma panela.

Ingredientes:

2 bifes de frango

1/3 xícara (chá) de cuscuz marroquino

1 tomate

4 quiabos (dá para trocar por ervilha-torta ou vagem)

1/2 cebola

1 dente de alho

1/2 xícara (chá) de água

1/4 de cominho em pó (ou coentro em pó)

1 pitada de cúrcuma

caldo de 1/2 limão

azeite, sal e pimenta do reino a gosto

folhas de coentro (ou cebolinha picada) a gosto para servir

Como fazer:

  1. Corte os fifes de frango na metade, no sentido do comprimento, e as metades, em tiras de 1 centímetro. Transfira para uma tigela, tempere com sal e pimenta do reino a gosto e deixe em temperatura ambiente enquanto prepara os outros ingredientes – o frango não deve estar gelado na hora de ir para a frigideira
  2. Lave e seque o tomate e os quiabos. Corte o tomate ao meio, descarte as sementes e corte cada metade em cubos pequenos. Descarte o cabinho dos quiabos e fatie cada um em rodelas de 1 centímetro. Descasque e pique fino a cebola e o alho.
  3. Leve uma frigideira média ao fogo médio. Quando aquecer, regue com 1/2 colher de sopa de azeite, acrescente as tiras de frango e deixe dourar por 3 minutos, mexendo de vez em quando. Enquanto isso, numa chaleira, leve pouco mais de 1/2 xícara de chá de água para ferver.
  4. Acrescente mais 1/2 colher de sopa de azeite, junte a cebola, tempere com uma pitada de sal e refogue com o frango por 2 minutos até murchar. Adicione o tomate e mexa por mais 2 minutos.
  5. Adicione o alho, tempere com a cúrcuma e o cominho e misture bem. Junte o quiabo e deixe cozinhar por mais 1 minutos, mexendo de vez em quando- evite mexer muito para que o quiabo não solte muita baba.
  6. Por último, junte o cuscuz marroquino, tempere com 1/4 colher de chá de sal e misture bem. Meça 1/2 xícara de chá de água fervente, regue sobre o cuscuz e misture delicadamente. Desligue o fogo, tampe a frigideira e deixe o cuscuz hidratar por 5 minutos.
  7. Solte o cuscuz marroquino com um garfo, finalize com o caldo de limão, as folhas de coentro e sirva a seguir.

Para facilitar a vida: Se eu tivesse que comprar apenas uma panela, seria uma frigideira de bodas altas. Ela é aberta o bastante para fritar um bife sem acumular líquido – o que faria a carne virar uma sola de sapato – e, ao mesmo tempo, tem profundidade suficiente para fazer preparações com molho ou que precisem dde líquido para cozinhar. Ou seja, serve como panela e como frigideira.

 

Publicado em VEJA SÃO PAULO de 18 de setembro de 2019, edição nº 2652.

Comentários
Deixe um comentário

Olá,

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s