Clique e Assine a partir de R$ 8,90/mês
Terraço Paulistano Notas exclusivas sobre artistas, políticos, atletas, modelos, empresários e pessoas de outras áreas que são destaque na cidade. Por Humberto Abdo.

Sylvia Maluf herda joias, mas joalheiros se recusam a avaliá-las

Peças eram da sogra de Paulo Maluf, Alexandra, que morreu aos 101 anos em 2015

Por João Batista Jr. 15 jun 2017, 17h50

Condenado a sete anos e nove meses de prisão pelo Supremo Tribunal Federal, Paulo Maluf anda às voltas com outro problema. Sua sogra, Alexandra, morreu aos 101 anos, em 2015. Deixou para os quatro filhos, entre eles Sylvia Maluf, uma coleção de colares, anéis e broches. Mas nenhum joalheiro de São Paulo quer avaliar o material, por duas razões: não há notas fiscais (problema comum a peças antigas) e ele está ligado a Maluf. Procurado, o político não quis comentar o caso.

  • Publicidade