Clique e Assine a partir de R$ 6,90/mês
Humberto Abdo (Maria Carolina Matheus da Silva) Terraço Paulistano Notas exclusivas sobre artistas, políticos, atletas, modelos, empresários e pessoas de outras áreas que são destaque na cidade. Por Humberto Abdo.

Condomínio de luxo sustentável será construído ao lado de desmatamento

Empreendimento com mote ecológico em Riviera de São Lourenço será construído quase ao lado de terreno recém-desmatado por outra construtora

Por Humberto Abdo Atualizado em 20 out 2021, 11h04 - Publicado em 19 out 2021, 20h44

Com casas a partir de R$ 8 milhões, um novo empreendimento em Riviera de São Lourenço, litoral norte de São Paulo, tem atraído compradores interessados em casas sustentáveis de luxo. Chamado de The Golf Village, o condomínio da incorporadora Crego Painceira investe em imóveis no conceito nature chic: casas com muito verde, design refinado e materiais e construções que não agridem o meio ambiente.

LEIA TAMBÉM | Condomínio de luxo ganha praia artificial com títulos que custam 800 mil

O espaço residencial no litoral recebeu a dupla certificação AQUA-HQE, um selo francês que audita o projeto e a construção em mais de 200 itens ligados à sustentabilidade e bem-estar. Fazem parte do projeto atributos e detalhes como madeira finlandesa sem tratamentos químicos, pedras naturais, jardins dentro e fora da casa com irrigação automatizada para a economia, arquitetura bioclimática e paisagismo sensorial — que incorpora aroma, plantas comestíveis e árvores frutíferas nos ambientes.

O investimento total, segundo a empresa, chegará a R$ 80 milhões.

Do outro lado do muro

Próximo ao local, um imbróglio nada sustentável tem preocupado moradores da região. A construtora Sobloco, responsável por uma expansão de prédios de luxo, acaba de avançar com o desmatamento da mata atlântica no local — processo até então paralisado na Justiça, segundo matéria publicada pela Folha de São Paulo. O desmate é legal, mas baseado no modelo de urbanismo “pé na areia”, ultrapassado e desencorajado por ambientalistas (atualmente, já é possível encontrar vídeos da maré subindo a ponto de atingir áreas residenciais da Riviera).

A expansão ocorre nos lotes 1 e 9 da propriedade, cujo projeto já tem mais de 30 anos. Em abril deste ano, a 4ª turma do Tribunal Regional Federal da 3ª Região confirmou a revogação da liminar que impedia a supressão de vegetação no que será uma nova área de habitações e uma possível futura marina da Riviera.

Continua após a publicidade

Segundo a construtora Sobloco, “as empreendedoras investiram milhões de reais na implementação de tais medidas [mitigadoras e compensatórias estabelecidas pelos órgãos ambientais] e na realização de obras de infraestrutura. Consternadas, agora observam a história se repetir, com a propositura de uma nova ação civil pública pretendendo rediscutir questões, ampla e exaustivamente examinadas, e já decididas pelo Judiciário”. De acordo com a empresa, “isso caracteriza insegurança jurídica prejudicial ao desenvolvimento do país, quando deveriam ser respeitados aqueles que empreendem com responsabilidade social e ambiental, gerando emprego e renda, dentro das leis vigentes”.

Espaço do novo The Golf Village, na Riviera de São Lourenço, mostra corredor de casa de madeira com vidraças altas.
Espaço do novo The Golf Village, na Riviera de São Lourenço. Rafael Renzo/Divulgação
Residencial The Golf Village, na Riviera de São Lourenço, com espaço de almoço exibe grande mesa, plantas, lustres na cor de palha e vidraças ao fundo.
Residencial The Golf Village, na Riviera de São Lourenço. Rafael Renzo/Divulgação
Sala de estar tem vários pufes de material similar a madeira e sofá branco bem largo. Ao fundo, o por do sol.
Golf Village, em Riviera de São Lourenço. Rafael Renzo/Divulgação

+Assine a Vejinha a partir de 12,90.

Continua após a publicidade

Publicidade