Clique e assine por apenas 6,90/mês
Terraço Paulistano Notas exclusivas sobre artistas, políticos, atletas, modelos, empresários e pessoas de outras áreas que são destaque na cidade. Por Humberto Abdo.

As razões para a desistência de Datena de sua candidatura política

O apresentador José Luiz Datena não comunicou o Partido Progressista antes de anunciar a retirada de sua pré-candidatura à prefeitura na segunda (18) em seu programa de rádio. A família era contra. Por ele ser explosivo e ter pressão alta, a mulher e os filhos temiam que sua saúde sofresse desgaste. O salário de 800 000 reais por mês da Band também foi levado em […]

Por João Batista Jr. - Atualizado em 26 Feb 2017, 13h26 - Publicado em 22 Jan 2016, 23h55
Datena: salário, família e corrupção (Divulgação?Band)

Datena: salário, família e corrupção (Foto: Divulgação/Band)

O apresentador José Luiz Datena não comunicou o Partido Progressista antes de anunciar a retirada de sua pré-candidatura à prefeitura na segunda (18) em seu programa de rádio. A família era contra. Por ele ser explosivo e ter pressão alta, a mulher e os filhos temiam que sua saúde sofresse desgaste. O salário de 800 000 reais por mês da Band também foi levado em consideração. Johnny Saad, dono da emissora, não prometeu emprego garantido caso fosse derrotado na eleição.

+ Russomanno é processado por mulher que escorregou em “santinhos”

A pá de cal sobre o projeto deu-se quando a Procuradoria-Geral da República afirmou que o PP desviou 357,9 milhões de reais da Petrobras. “Esse número também pesou na minha decisão”, afirma Datena. O projeto político do apresentador começou no meio do ano passado, e o negócio parecia que iria prosperar.

Continua após a publicidade

Até Silvio Santos o aconselhou a seguir em frente. “Ele me disse que eu tinha credibilidade e seria um bom candidato”, conta Datena. Agora, ele avisa que vai se desfiliar do PP e jura estar indeciso sobre quem apoiar no pleito municipal. “Se a eleição fosse hoje, não teria em quem votar.”

Publicidade