Clique e assine por apenas 6,90/mês
O Sexo e A Cidade Por Blog Histórias, novidades e estratégias dos empresários do mercado erótico em São Paulo

Após polêmica, marca deixa de vender fantasia sexy inspirada em série

Fantasia inspirada na protagonista da série "The Handmaid's Tale" revolta internautas; entenda o caso

Por Redação VEJA São Paulo - 21 set 2018, 16h15

A marca de lingerie americana Yandy ficou mundialmente famosa por oferecer fantasias eróticas bem fora do comum. Exemplos dessa criatividade, há trajes eróticos inspirados naquele palhaço sinistro do filme It, no canibal Hannibal Lecter e até na primeira dama dos Estados Unidos, Melania Trump.

Mas na terça (18), milhares de internautas “detonaram” o mais recente modelo da marca: uma roupa sensual inspirada em Offred, da série The Handmaid’s Tale, transmitida por aqui pelo canal Paramount. Quem acompanha os capítulos da trama passada em um futuro distópico sabe que a touca e a capa vermelha representam mulheres que são escravizadas e estupradas em uma teocracia.

Pois é… O “fetiche” pegou beeem mal e nesta sexta (21) os diretores decidiram retirar o produto do catálogo. Além disso, a equipe da marca publicou o seguinte pedido de desculpas nas redes sociais:

“A Yandy sempre esteve na vanguarda ao encorajar nossos clientes a ‘abraçar a própria sexualidade’.Nossa ideologia corporativa está enraizada no empoderamento feminino e no empoderamento de gênero. Nas últimas horas, ficou óbvio que nossa fantasia ‘Maiden Red Yandy Bravo’ tornou-se símbolo de opressão de mulheres. Isso é uma pena, uma vez que essa não era nossa intenção de forma alguma. Nossa inspiração para criar a peça foi uma imagem de protesto. Por causa da resposta dos nossos clientes e de inúmeras história pessoais que recebemos, estamos removendo a fantasia do nosso site.”

E você? Qual sua opinião sobre a fantasia?

Continua após a publicidade
Publicidade