Edifício Albar é exemplar de capricho em Santa Cecília

Residencial foi um dos primeiros projetados por Pedro Paulo de Melo Saraiva e Mauricio Tuck Schneider

Quando incorporadores ainda batizavam edifícios de um jeito que qualquer um pudesse pronunciar, nasceu o Albar (das iniciais das ruas Albuquerque Lins e Baronesa de Itu, pois fica bem na esquina). Foi um dos primeiros residenciais projetados pela dupla (então com 20 e poucos anos de idade) Pedro Paulo de Melo Saraiva e Mauricio Tuck Schneider, ambos formados no Mackenzie.

O Albar: nome provém das iniciais das ruas Albuquerque Lins e Baronesa de Itu

O Albar: nome provém das iniciais das ruas Albuquerque Lins e Baronesa de Itu (Raul Justes Lores/Veja SP)

A fachada tem alumínio, madeira e vidro, com janelas e apartamentos espaçosos em um terreno de apenas 20×40 metros. No térreo (onde, antes do gradil, havia grandes degraus para a calçada), existe uma escultura de ardósia de um pastor com ovelhas, parafusada à madeira, feita pelos artistas Gerson Knispel e Monique Cornil.

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s