Policial desabafa na internet após “bronca” em restaurante

"Para a mulher que me criticou por comprar comida enquanto estou em serviço", disparou o oficial em desabafo que já tem mais de 9 000 curtidas no Twitter

Após passar seis horas trabalhando sem descanso, o policial Andre Owen só queria um lanche rápido antes de encarar uma viagem de mais de 160 quilômetros para voltar para a delegacia. O homem, no entanto, foi surpreendido por uma cidadã que questionou por que o oficial havia parado no Burger King enquanto deveria estar perseguindo criminosos. Chocado, ele usou seu perfil no Twitter para desabafar.

O policial de 25 anos de idade compartilhou um clique de seu pedido no restaurante de fast-food e mandou um recado. “Para a mulher que me criticou por comprar comida enquanto estou em serviço: eu não parei desde as 7h da manhã, nem para ir ao banheiro. Eu estou a mais de 160 quilômetros de distância da minha delegacia e meu turno termina em 45 minutos. Eu ainda tenho uma viagem de pelo menos duas horas“, escreveu, acrescentando a tag “policiais também são humanos” ao desabafo.

Até o momento, o clique de Ande já acumulou mais de 9 000 curtidas no Twitter. A caminho de casa, no entanto, o homem ainda precisou ajudar uma família que ficou presa na estrada após o carro quebrar. “Cinco minutos após começar o meu turno, meus superiores me designaram um caso sério e urgente. Eu lidei com isso e precisei dirigir sem parar até outra cidade para cuidar do mesmo caso, sem equipe. Eu estava há trinta minutos na estrada, voltando para casa, quando parei num posto de serviços para ir ao banheiro pela primeira vez no dia. Enquanto eu estava lá eu também comprei um hambúrguer, uma torta de maçã, Coca-Cola e cappuccino“, explicou Owen ao The Daily Mail.

Uma mulher que estava no mesmo restaurante ficou me encarando. Eu peguei o meu pedido e, quando eu saía do restaurante, ela disse algo como ‘enquanto você está se empanturrando, há criminosos que precisam ser capturados’. Eu sorri e me afastei, saindo do estabelecimento sem dizer uma palavra“, contou o policial, que terminou o turno às 19h, doze horas após o começo do serviço. O apoio on-line está ajudando Owen a superar a grosseria da cidadã: “Após tudo isso, eu acabei demorando quatro horas para voltar para a minha delegacia pois parei para ajudar a família“.

Dê sua opinião: E você, o que achou do desabafo de Owen? Deixe seu comentário e aproveite para curtir nossa página no Facebook!

Newsletter Conteúdo exclusivo para você
Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s