Clique e assine com até 89% de desconto
Pop! Pop! Pop! Por Blog Cultura pop, TV e o que repercute nas redes sociais

Mulheres estão se unindo após um popular shampoo deixá-las carecas

Imagine que, após usar um shampoo muito popular, seu cabelo começasse a cair? Porque é exatamente o que milhares de mulheres estão enfrentado após usar o produto produzido por um cabeleireiro das celebridades de Los Angeles. + Noivo tem reação emocionada ao ver esposa entrando na igreja + Homem surpreende filhas com ajudinha do Papai Noel […]

Por Tatiane Rosset Atualizado em 26 fev 2017, 13h51 - Publicado em 14 dez 2015, 18h35

ABRE04

Imagine que, após usar um shampoo muito popular, seu cabelo começasse a cair? Porque é exatamente o que milhares de mulheres estão enfrentado após usar o produto produzido por um cabeleireiro das celebridades de Los Angeles.

+ Noivo tem reação emocionada ao ver esposa entrando na igreja
+ Homem surpreende filhas com ajudinha do Papai Noel em vídeo

Chamado de WEN e criado pelo profissional Chaz Dean, o produto promete uma “revolucionária linha de produtos que excluem o uso do shampoo tradicional”. O cabeleireiro acredita que os shampoos vendidos em farmácias e mercados prejudicam os fios.

//instagram.com/p/9ezzcetpvu/embed/

 

O que diferencia WEN é a sua ação limpante e condicionadora, um processo de apenas um passo que limpa e hidrata o cabelo simultânea mente“, garante o site do produto. A linha de produtos é extremamente bem sucedida no exterior — o produto, inclusive, não é nada barato. Cada garrafinha do shampoo custa cerca de 30 dólares (cerca de 110 reais).

Continua após a publicidade

Mesmo com todo sucesso, a empresa recentemente se envolveu numa polêmica: cerca de 200 mulheres estão processando a marca. Elas afirmam que estão perdendo seus cabelos após usarem o shampoo WEN.

01

02

03

04

05

De acordo com as mulheres, elas usaram o produto de Chaz Dean por ele prometer que era natural, além de garantir fortalecer os fios. O processo ainda está em andamento — e as vítimas estão esperando por um acordo.

Dê sua opinião: E você, o que faria se passasse pelo que essas mulheres estão enfrentando? Deixe seu comentário e aproveite para curtir nossa página no Facebook.

Continua após a publicidade
Publicidade