Clique e Assine a partir de R$ 6,90/mês
Pop! Pop! Pop! Por Blog Cultura pop, TV e o que repercute nas redes sociais

Conheça a história da mulher que foi “engolida” por portão automático

Advogada voltava para casa quando foi surpreendida pelo equipamento, ficando presa na garagem de um desconhecido

Por Redação VEJA São Paulo 29 out 2019, 16h46

Uma advogada chamou atenção nas redes sociais em um vídeo pra lá de inusitado. O clipe mostra um rapaz montado em uma moto, deixando a residência. O portão da garagem do endereço permanece aberto enquanto ele espera o melhor momento para começar sua viagem. Ao mesmo tempo, uma mulher é flagrada pelas câmeras, caminhando tranquilamente. O equipamento automático, no entanto, começa a fechar justo quando a senhora está cruzando seu caminho — e ela acaba sendo “empurrada” para dentro do imóvel. Assista: 

A filmagem que foi parar no Twitter virou motivo de espanto e muitas risadas, e todos ficaram se perguntando quem seria a senhora azarada, que aparece posteriormente pedindo ajuda em uma câmera dentro da casa. No Se Joga, Fernanda Gentil conversou com a “vítima”, que se identificou como Marilene, moradora da cidade de Goiânia, Goiás.

O caso ocorreu em 4 de outubro, mas só viralizou nesta semana. “Eu estava voltando da hidroginástica, pensando no processo que eu teria que entregar naquele dia”, disse a advogada. “Quando eu abaixei, senti um ‘trem’ na minha cabeça. Se eu tentasse sair aquilo ia me partir ao meio”, lembrou.

Continua após a publicidade

A filmagem que mostra Marilene pedindo socorro pela câmera ganhou especulações, usuários tentavam adivinhar o que ela estaria dizendo para a filmagem. A senhora matou o mistério: “Senhor dono da casa, por favor, venha me socorrer, você me deixou trancada aqui”.

Ainda presa dentro da garagem, ela afirma que ouviu uma movimentação do lado de fora da casa e conseguiu pedir ajuda. A empregada de um imóvel vizinho conseguiu um celular para ela ligar para os filhos, que chamaram a polícia.

Por sorte, um rapaz que passava na rua conhecia o proprietário (rapaz que aparece de moto na primeira filmagem) e acionou o homem, que voltou para tirá-la do sufoco, sem precisar de auxílio policial.

Continua após a publicidade

Publicidade