Clique e assine por apenas 5,90/mês
Pop! Pop! Pop! Por Blog Cultura pop, TV e o que repercute nas redes sociais

Mulher invade transmissão ao vivo no SPTV e César Tralli pede desculpas

"A gente está sempre trazendo os assuntos que interessam a população de São Paulo, então eu peço desculpas", disse o apresentador nesta sexta-feira (10)

Por Redação VEJA São Paulo - Atualizado em 10 abr 2020, 13h46 - Publicado em 10 abr 2020, 13h34

Um momento inesperado chamou atenção dos paulistanos que assistiam ao SPTV 1ª edição na tarde desta sexta-feira (10): o repórter Renato Peters trazia informações dos hospitais da capital paulista quando foi interrompido ao vivo por uma mulher. A reportagem alertava os paulistanos sobre como a pandemia pelo novo coronavírus está atrasando outros atendimentos em hospitais da cidade.

“As pessoas vão ter que ligar aqui para o hospital para saber como estão…”, explicava Peters quando a mulher puxou o microfone da mão do profissional e começou a gritar palavras contra a TV Globo e a favor do presidente Jair Bolsonaro: “A Globo é um lixo e o Bolsonaro tem razão…”. Peters tentou recuperar o equipamento, mas a direção rapidamente cortou a transmissão e retornou aos estúdios da Globo, onde César Tralli se desculpou pelo caso.

“Eu peço desculpa a você. Você viu que o Renato Peters estava ao vivo fazendo explicações importantes sobre a situação de uma família que passa apuros aqui em São Paulo. A gente está sempre trazendo os assuntos que interessam a população de São Paulo, então eu peço desculpas porque infelizmente atrapalharam, atrapalharam aí uma explicação tão importante do Renato Peters em relação a um assunto tão importante para uma família aqui de São Paulo”. Na internet, telespectadores questionaram a atitude da mulher e enviaram mensagens de apoio e solidariedade ao repórter, que estava na Zona Sul da capital paulista. Confira a repercussão:

Dê sua opinião: E você, acompanhou o momento ao vivo nesta sexta-feira (10)?

Continua após a publicidade
Publicidade