Clique e Assine a partir de R$ 8,90/mês
Pop! Pop! Pop! Por Blog Cultura pop, TV e o que repercute nas redes sociais

Fagundes sobre ida de Regina Duarte para o governo: “Tenho pena”

Em entrevista ator deu opinião sobre o cargo para a qual a colega é cotada na Secretaria Especial da Cultura, da gestão de Jair Bolsonaro

Por Redação VEJA São Paulo Atualizado em 24 jan 2020, 14h20 - Publicado em 24 jan 2020, 14h17

Antônio Fagundes criticou a possível ida de Regina Duarte para a chefia da Secretaria Especial da Cultura, do governo de Jair Bolsonaro (sem partido). Em entrevista ao jornal O Globo o ator falou sobre o tema.

Par romântico de Fagundes em novelas como Vale Tudo, da Rede Globo, ele foi questionado sobre o cargo que Regina assumiria, e a fala de seu antecessor, Roberto Alvim, que citou um ministro nazista. “Tenho pena de artista que entra nessa jogada“, disse o ator. “Temos tanta coisa para fazer e o jogo sujo da política só pode trazer coisa ruim“, acredita.

“Torço para que a Regina não saia queimada”. Ele também fez críticas ao volume de verbas destinadas para a cultura no país. “O fato é que com dotação orçamentária de 0,6% ninguém consegue gerir um patrimônio cultural do tamanho do Brasil. Governo que destina essa quantia à Cultura não se interessa pelo Brasil. E esta, infelizmente, não é prerrogativa desse governo, acontece desde 1500”.

  • Publicidade