Clique e Assine a partir de R$ 6,90/mês
Blog do Miguel Por Miguel Barbieri Jr. Fique por dentro das melhores dicas de filmes e séries.

Tell Me a Story, no Amazon Prime Video, é série engenhosa e eletrizante

O roteirista Kevin Williamson se inspirou em contos infantis para criar histórias com temas adultos

Por Miguel Barbieri 29 out 2020, 12h00

Já tinham me recomendado Tell Me a Story, disponível no Amazon Prime Video, mas demorei um pouco para ver. E qual não foi minha surpresa! Nem senti passar as mais de oito horas de duração da primeira temporada.

São tantos os personagens de Tell Me a Story que os trinta minutos iniciais são dedicados a apresentá-los. Os irmãos Tucker (Paul Wesley) e Mitch (Michael Raymond-James) se envolvem num assalto a uma joalheria durante uma manifestação em Nova York.

O viúvo Jeff (Tom O’Connell) se mudou com a filha rebelde (Danielle Campbell) para Manhattan e, agora, vivem na casa da mãe dele (papel de Kim Cattrall). Jeff é amigo de Jordan (James Wolk), que quer ser pai, mas sua namorada resiste a ter filhos. E há ainda Gabe (Davi Santos), um jovem dançarino gay que se mete numa enrascada ao participar de uma festinha regada a cocaína num quarto de hotel.

Criada em 2018 por Kevin Williamson, roteirista do filmes Pânico e Eu Sei o que Vocês Fizeram no Verão Passado, a série de dez capítulos (com cerca de cinquenta minutos cada um) vai, aos poucos, marcando o encontro desses tipos. Dá para adiantar que o primeiro episódio termina com duas mortes — e haverá muitas outras, fazendo com que a trama tenha surpresas, reviravoltas eletrizantes e um permanente clima de mistério e suspense.

PROMOÇÃO +Assine a Vejinha a partir de 5,90

Preste atenção na abertura para entender o “conceito” do criador. Os créditos iniciais são acompanhados de imagens em animação de três porcos, dois lobos, uma bruxa, um casal de crianças e uma garota vestindo uma capa vermelha. Bingo! Kevin Williamson se inspirou nos contos infantis Chapeuzinho Vermelho, João e Maria e Os Três Porquinhos para elaborar seu enredo. Nada, porém, é literal ou explícito. Melhor assim. Sutilmente, os episódios vão expondo o caráter dos personagens. Sem jogo de cartas marcadas, mocinhos podem virar vilões (e vice-versa) e o destino de cada um deles é marcado pela ausência de julgamentos morais.

Continua após a publicidade

Na segunda temporada, de 2020 e também disponível no Amazon Prime Video, o roteiro se ampara nos contos de A Bela e a Fera, Cinderela e A Bela Adormecida. Ainda vou assistir e depois eu te conto.

  • Quer me seguir nas redes sociais? Anote: 

    Facebook: facebook.com/paginadoblogdomiguel
    Twitter: @miguelbarbieri
    Instagram: miguelbarbieri
    YouTube: Miguel Barbieri Jr. 

     

     

    Continua após a publicidade
    Publicidade