Clique e Assine a partir de R$ 8,90/mês
Tudo Sobre Cinema

A Seleção do Miguel traz 15 filmes grátis no Looke

Há desde clássicos como Duas Mulheres, com Sophia Loren, até cults a exemplo de Veludo Azul

Por Helena Galante Atualizado em 19 fev 2021, 17h38 - Publicado em 19 fev 2021, 06h00

O Blog do miguel continua oferecendo aos leitores e assinantes de Veja São Paulo a oportunidade de ver filmes, alguns raros, que não estão disponíveis em plataformas como Netflix e Amazon Prime Video. É no Looke, que, além do aluguel, em que há o Video Club, um canal de streaming cuja assinatura custa R$ 16,90 por mês.

Mas, até 18 de março, Miguel Barbieri preparou uma nova seleção e você não paga nada para ver. São quinze filmes, de gêneros diversos e várias nacionalidades. Há longas-metragens vindos de países como Polônia (Corpus Christi), Rússia (Paraíso), França (O Corte), África do sul (Os Iniciados) e Estados Unidos (Conspiração e Poder).

Os clássicos não ficaram de fora e incluem trabalhos memoráveis de Sophia Loren (Duas Mulheres), Robert De Niro (1900) e Romy Schneider (Sissi). Como você faz para ver de graça? Caso ainda não tenha, é preciso fazer um cadastro em looke.com.br. Pelo site, clique em “minha conta” e, lá, procure pelo gift code. No espaço em branco, digite BLOGDOMIGUEL. Pronto! A seleção Miguel Barbieri, dentro do Video Club, já estará disponível.

Duas Mulheres (foto da capa)

A italiana Sophia Loren ganhou o Oscar de melhor atriz em 1962 pelo papel de Cesira, uma viúva que, na Itália de 1943, tenta fugir dos horrores da II Guerra em companhia de sua filha. Seu objetivo é chegar até a região de Ciociaria, onde vivem seus parentes.

O Preço da Fama

Três meses depois da morte de Charlie Chaplin, ocorrida em 1977, na Suíça, dois imigrantes pobres decidiram ir até o cemitério onde ele estava enterrado, furtar o caixão com o corpo do ator e diretor e pedir um resgate à família. A história verídica, mas quase anedótica de tão inusitada, serviu de inspiração ao diretor Xavier Beauvois para criar uma comédia dramática igualmente bizarra.

pessoas sentadas à mesa
Divulgação/Divulgação

Confiar

Em seu aniversário de 14 anos, Annie (Liana Liberato) ganha dos pais (Clive Owen e Catherine Keener) um novo computador e estreita os laços com um namoradinho virtual. Charlie, o rapaz em questão, diz ter 16 anos; depois, 25. Na sucessão de mentiras, surge à frente da menina um trintão cheio de más intenções. O drama enfoca temas instigantes: a prepotência dos adolescentes e a falta de estrutura do pai diante do crescimento da filha, além dos perigos da era digital.

menina chorando na frente do computador
Divulgação/Divulgação

Os Iniciados

O drama sul-africano faz um registro incomum. Trata-se aqui de rituais para os adolescentes “se tornarem homens”. Kwanda é um deles. Esse garoto de Joanesburgo, segundo seu pai, tem um jeitinho muito sensível. Por isso, ele será confiado a Xolani, um amigo da família. Os meninos, então, vão aprender a caçar e dormir numa tribo nas montanhas. Mas Xolani, secretamente, tem encontros sexuais com seu amante que, casado e pai, não quer abandonar a esposa.

homens de tribo indígena olhando para alguém fora do quadro
Divulgação/Divulgação

Veludo Azul

Em um dos trabalhos mais instigantes de David Lynch, um jovem envolve-se numa investigação sobre um traficante (Dennis Hopper), que mantém um relacionamento doentio com uma cantora de cabaré, interpretada por Isabella Rossellini.

mulher à frente do microfone
Divulgação/Divulgação

Corpus Christi

O poderoso representante da Polônia no Oscar 2020 de melhor filme internacional traz a história de Daniel (papel do estupendo Bartosz Bielenia), que sai de um centro de detenção para trabalhar numa fazenda no interior. Castigado pela vida e com a violência entranhada em sua rebelde personalidade, ele é confundido com o padre substituto da igreja local. Decide, então, se passar pelo pároco, celebrar missas (sem a mínima noção de seu papel) e até ouvir confissões.

homem com bata de padre gritando aos céus
Divulgação/Divulgação

O Corte

O veterano diretor Costa-Gavras traz a trajetória de Bruno Davert (José Garcia), um executivo francês que perde o emprego. O tempo passa e, dois anos depois, continua sem trabalho. Num ato de desespero, decide matar todos os candidatos da empresa em que trabalhava para poder recuperar seu cargo.

Continua após a publicidade
homem de perfil
Divulgação/Divulgação

À Procura

Tudo começa com o misterioso desaparecimento de Cass, a filha pequena do casal Matthew (Ryan Reynolds) e Tina (Mireille Enos). A menina, simplesmente, some do carro do pai quando ele sai para comprar uma torta. Sentindo o peso da culpa e apontado como suspeito por uma dupla de detetives (Rosario Dawson e Scott Speedman), Matthew continua à procura da garota, mesmo oito anos depois do caso.

homem na neve olhando para o horizonte
Divulgação/Divulgação

Albert Nobbs

Na Irlanda de 1898, o garçom Albert Nobbs (Glenn Close, em magnífica interpretação) cumpre seu serviço para juntar dinheiro para abrir a própria tabacaria. Nobbs, na verdade, é uma mulher disfarçada. Ao ser obrigada a dividir sua cama por uma noite com Page, um pintor de paredes, Nobbs terá seu segredo descoberto.

pessoa sentada à mesa
Divulgação/Divulgação

Leviatã

No tenso drama russo, Dmitri, um advogado de Moscou, vai até a Península de Kola, no extremo norte do país, para ajudar seu grande amigo Kolya, que se encontra num impasse. Viúvo, casado pela segunda vez e pai de um adolescente, Kolya é dono de uma propriedade herdada da família, onde instalou sua oficina mecânica. Contudo, o terreno, localizado numa vila de pescadores, foi confiscado a mando de um prefeito corrupto.

pessoa sentada em local onde há a carcaça de uma baleia
Divulgação/Divulgação

1900

Com mais de cinco horas de duração (é a versão integral), o magistral épico dirigido por Bernardo Bertolucci traz as trajetórias distintas de amigos de infância. De um lado está Olmo (Gérard Depardieu), um camponês com consciência política. Do outro, encontra-se Alfredo (Robert De Niro), filho de um fazendeiro. Ambos terão suas ópticas do fascismo e do comunismo.

dois homens sorrindo
Divulgação/Divulgação

Tsé

Com vídeos caseiros, imagens de arquivo da II Guerra e ilustrações, o filme traz uma extensa e emocionante entrevista de Tsecha Szpigel. O depoimento impressiona pela riqueza de detalhes. Judia polonesa, Tsé foi separada, ainda menina, do pai e do irmão e encaminhada ao campo de concentração de Sobibor. Só que sua mãe a atirou para fora do trem e, assim, ela trilhou um caminho de perigos e identidades falsas para sobreviver.

desenho de duas pessoas sendo iluminadas por um feixe de luz
Divulgação/Divulgação

Sissi

É o primeiro filme da trilogia estrelada por Romy Schneider (1938-1982) em um dos papéis mais marcantes de sua carreira. Ela interpreta Sissi, a princesa Isabel da Baviera, que, em 1853, aos 15 anos, apaixona-se pelo imperador da Áustria — e o amor é correspondido. Ele, porém, está prometido em casamento para a irmã dela.

mulher de vestido sentada no sofá
Divulgação/Divulgação

Paraíso

O indicado pela Rússia ao Oscar 2017 de filme estrangeiro é ambientado na II Guerra. Três personagens dão depoimento. Presa na França ocupada pelos nazistas, uma condessa russa, protetora de duas crianças judias, pretende escapar negociando com um investigador francês. Já no campo de concentração, ela revê Helmut, um antigo amante, que virou oficial alemão.

mulher de costas ao lado de cadeira
Divulgação/Divulgação

Conspiração e Poder

Em 2004, pouco antes da segunda eleição de George W. Bush, caiu nas mãos de Mary Mapes (Cate Blanchett), produtora da CBS, uma informação: o presidente teria dado “um jeitinho” de escapar da Guerra do Vietnã. Mary reuniu repórteres para juntar provas e conseguiu a cópia de um documento capaz de comprovar a malandragem do presidente americano.

pessoas reunidas na redação de um jornal
Divulgação/Divulgação

+Assine a Vejinha a partir de 6,90.

Publicado em VEJA São Paulo de 24 de fevereiro de 2021, edição nº 2726

  • Continua após a publicidade
    Publicidade