20 músicas que você não provavelmente sabia que eram versões

Faixas inspiradas em canções internacionais

Por Roosevelt Garcia

Depois que descobri que, na adolescência, eu dançava de rosto colado uma música que dizia “torrada com geleia para o chá”, eu deixei de dar importância à letra das músicas e me concentrava na melodia. Mas, as pessoas em geral gostam de saber o que diz a letra. Assim, é natural que algum artista brasileiro regrave em português uma música estrangeira de sucesso, traduzindo, ou adaptando a letra.

Mas existem casos em que essa versão é feita em cima de uma música desconhecida por nós, o que dá a impressão que o artista nacional criou este sucesso do nada. Veja alguns exemplos de músicas que fizeram sucesso aqui, sem que as pessoas soubessem, pelo menos na época, que se tratava de uma versão. Algumas delas enganam as pessoas até hoje!

1. Qualquer Jeito (Kátia) – It Should Have Been Easy (Bob McDill)

Roberto e Erasmo Carlos são excelentes compositores, mas esta música, hit da pupila de Roberto, a cantora Kátia, é uma versão feita por eles de uma música country americana de cinco anos antes pelo compositor Bob McDill, e gravada por um monte de gente, até pela nossa conhecida Anne Murray.

2. Eva (Rádio Táxi) – Eva (Umberto Tozzi)

Um dos maiores sucessos da banda oitentista Rádio Táxi não é só uma versão da original italiana de Umberto Tozzi. É praticamente uma tradução literal.

3. Meu Sangue Ferve Por Você (Sidney Magal) – Oh Cuanto Te Amo (Sabu)

O rebolante Sidney Magal deu vida nova a esta composição original do cantor argentino Sabu.

4. Lobo Mau (Roberto Carlos) – The Wanderer (Dion & The Belmonts)

Nos tempos da Jovem Guarda, muitos sucessos eram adaptações de obras americanas ou inglesas, e todo mundo sabia disso. Mas esta, do grupo americano Dion & The Belmonts, era desconhecida por aqui, e por muito tempo pensou-se que era uma música original do rei Roberto Carlos.

5. Vou de Táxi (Angélica) – Joe Le Taxi (Vanessa Paradis)

Em 1988, Angélica, então com 15 anos de idade, gravou seu primeiro single, Vou de Táxi, que foi umas das 100 músicas mais executadas nas rádios brasileiras naquele ano, alavancando a carreira da cantora e apresentadora. A música original era francesa, gravada apenas um ano antes.

6. Astronauta de Mármore (Nenhum de Nós) – Starman (David Bowie)

Starman foi um sucesso monstro do camaleão David Bowie no início dos anos 70. A versão em português, feita pela banda Nenhum de Nós, demorou dez anos pra aparecer, talvez por isso, na época, ninguém ligou uma a outra.

7. Catedral (Zélia Duncan) – Cathedral Song (Tanita Tikaran)

Tanita Tikaran, com sua voz grave e marcante, ficou relativamente conhecida no Brasil com sua música Twist in My Sobriety, em 1988. Sua obra seguinte, Cathedral Song, também era ótima, mas não tocou tanto em terras brasileiras. Zélia Duncan, com sua voz igualmente grave e marcante, tratou de dar à música a importância que ela merece, numa versão feita seis anos depois.

8. O Amor e o Poder (Rosana) – The Power of Love (Jennifer Rush)

Essa, até ficou meio claro que era uma versão, mas todo mundo achava que a música original era The Power of Love, gravada pela Céline Dion, de 1985. Na verdade, ela é um pouco mais antiga, gravada pela Jeniffer Rush, em 1984.

9. Bem Que Se Quis (Marisa Monte) – E Po’ Che Fà (Pino Daniele)

Esse grande sucesso de Marisa Monte é uma versão da música italiana E Po’ Che Fà, de Pino Daniele. A música é a “cara” da Marisa Monte, difícil imaginar que não foi ela quem compôs.

10. Hey Joe (O Rappa) – Hey Joe (Jimi Hendrix)

Uma das faixas mais controversas da lenda Jimi Hendrix, Hey Joe, nem é dele, na verdade. Não se sabe ao certo quem a compôs, mas imagina-se que tenha sido nos anos 50. Ela conta a história de um certo Joe, que matou a mulher que o traía com um tiro, e fugiu para o México. Na versão do Rappa, a música virou um reggae e tomou uma conotação mais realista ao submundo do crime no Brasil.

11. Quem de Nós Dois (Ana Carolina) – La Mia Storia Tra Le Dita (Gianluca Grignani)

Gianluca Grignani é um cantor romântico italiano, apesar de ter ficado mais conhecido no Brasil pelo mix dançante da sua música L´Aioula, no início dos anos 2000. Em 1994, seu maior sucesso em seu país de origem foi La Mia Storia Tra Le Dita (Minha História Entre os Dedos), que foi regravada em português por Ana Carolina em 2001, tornando-se um de seus maiores sucessos.

12. Chorando se Foi (Kaoma) – Llorando se Fue (Kjarkas)

Mania no final dos anos 80, a lambada teve em Chorando se Foi, do grupo Kaoma, seu maior sucesso, não só por aqui, como em toda a América Latina, e até Europa, onde a dança sensual tipicamente brasileira foi sucesso. Mas, Chorando se Foi era uma versão de uma música boliviana de 1981!

13. Marvin (Titãs) – Patches (Clarence Carter)

Uma das maiores bandas de rock nacional surgida nos anos 80, os Titãs também têm sua versão. Marvin, na minha modesta opinião, umas das melhores músicas da banda em todos os tempos, é uma versão de um rock americano lançado em 1970 por Clarence Carter.

14. Mordida de Amor (Yahoo) – Love Bites (Def Leppard)

Costuma-se dizer que bandas de rock pesado, quando fazem música romântica, arrebentam. Um bom exemplo é a britânica Def Leppard, conhecida pelo som pesado, mas que destroçou corações com Love Bites, em 1987. A banda brasileira Yahoo teve um sucesso meteórico no final dos anos 80, e seu maior sucesso, Mordida de Amor, é uma versão de Love Bites, do Leppard.

15. Paralamas do Sucesso (Lourinha Bom Bril) – Parate Y Mira (Los Pericos)

Los Pericos é uma conceituada banda argentina de reggae formada nos anos 80. Em 1994, lançou Parate Y Mira, que dois anos mais tarde, foi adaptada e gravada no Brasil pelos Paralamas.

16. Passageiro (Capital Inicial) – Passenger (Iggy Pop)

Mais um exemplo de uma grande banda de rock surgida nos anos 80, que fez sua versão. Aqui no caso, O Passageiro do Capital Inicial é um cover de Passenger, gravada por Iggy Pop em 1977, e pelos Siouxue and the Banshees em 1987.

17. Não se Vá (Jane & Herondy) – Tu T’en Vas (Adam & Eve)

Tudo bem, essa aqui todo mundo sabia que era versão, mas achavam que a original era uma música alemã de 1975 chamada Du Gehst Fort, da dupla Adam & Eve. Na verdade, essa também é uma versão. A original é francesa, Tu T’en Vas, de Alain Barrière e Noëlle Cordier, que inclusive está na trilha internacional da novela Anjo Mal.

18. É Isso Aí (Ana Carolina e Seu Jorge) – The Blower´s Daughter (Damien Rice)

A versão ao vivo desta música de Ana Carolina em dueto com Seu Jorge é uma das mais acessadas do YouTube brasileiro, e fez muita gente virar fã. A original, de 2009, faz parte da trilha do filme Closer – Perto Demais.

19. Borbulhas de Amor (Fagner) – Borbujas de Amor (Juan Luis Guerra)

Hit na voz de Raimundo Fagner em 1997, Borbulhas de Amor é uma versão da original de 1990 Borbujas de Amor, do cantor dominicano Juan Luis Guerra.

20. A Dor Desse Amor (KLB) – A Puro Dolor (Son By Four)

O grupo pop porto-riquenho Son By Four alcançou o sucesso mundial com essa música no ano 2000, gravada em português quase simultaneamente pelo KLB.

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

  1. Antes da Ana Carolina, o José Augusto fez uma versão para La Mia Storia Tra Le Dita, chamada A Minha Historia. Quanto a The Blower’s Daughter, Zélia Duncan também fez uma versão, chamada Então Me Diz, lançada pela Simone quase que ao mesmo tempo da Ana… E a canção original foi lançada em 2002, e não em 2009!