Clique e assine por apenas 6,90/mês
Liquidação e Cia. Por Daniela Giorno A diretora de arte Daniela Giorno dá dicas de compras, promoções, achados e lojas.

Cosméticos importados ganham versões similares (e mais baratas) de marcas nacionais

Com a alta do dólar, comprar cosméticos de marcas internacionais ficou ainda mais caro. Se antes multiplicava-se por dois o preço dos produtos, atualmente é preciso quadruplicar as cifras — e ainda somar alguns trocados. Na última sexta (23) a moeda americana (turismo) foi cotada a 4,10 reais. + Dufry abre novas lojas no Terminal 3 […]

Por Larissa Faria - Atualizado em 26 fev 2017, 15h46 - Publicado em 26 out 2015, 12h07
produtos nacionais e gringos

Cosméticos importados: com a alta do dólar, a conversão de valores é quadruplicada

Com a alta do dólar, comprar cosméticos de marcas internacionais ficou ainda mais caro. Se antes multiplicava-se por dois o preço dos produtos, atualmente é preciso quadruplicar as cifras — e ainda somar alguns trocados.

Na última sexta (23) a moeda americana (turismo) foi cotada a 4,10 reais.

+ Dufry abre novas lojas no Terminal 3 em Guarulhos

A boa notícia para quem gosta de andar alinhado com a moda é que muitas empresas brasileiras apostam em versões similares às encontradas no free shop. Nestes casos, costuma-se pagar menos por itens em tonalidades ou com funções semelhantes.

on-a-budget-gif

O esmalte 535, da Chanel, por exemplo, custa R$ 160,00 no site oficial da marca. Uma opção da Impala, em tom de rosa que lembra muito à criada pela grife francesa, esta à venda por R$ 2,84 nas Lojas Americanas.

+ Rede de esmalterias baixa preço da manicure para 12,50 reais

A composição, embalagem e, possivelmente, qualidade são diferentes, claro. Mas os produtos fabricados no Brasil surgem como boa alternativa para enfrentar a crise sem descer do salto.

Confira versões nacionais de cosméticos importados:

A escova Tangle Teezer, que promete fácil desembaraço dos cabelos, sai por R$ 59,00 na Sephora. A marca Ricca tem um modelo similar por menos da metade do valor da irmã importada: R$ 24,89.

batom mac e boticário
O clássico batom vermelho da MAC, o Ruby Woo (R$ 69,00), também tem sua versão nacional. No Boticário, a cor mate 330 custa R$ 17,99.


delineadores em caneta

Continua após a publicidade

O delineador da Quem Disse, Berenice? (R$ 33,90) sai três vezes mais barato do que a caneta da Stila, encontrada aqui por R$ 109,00.
pincéis duo fiber

Pincel duo fiber: R$ 169,00, na MAC, e R$ 25,90, na Dailus.

paleta de sombras

A cobiçada paleta de sombras Naked 1, da Urban Decay, custa R$ 179,00 no Brasil. Uma versão similar, da Koloss, pode ser arrematada por R$ 59,90.

esmalte chanel e impala
O esmalte pink, da Impala, chega perto do rosa 535, da Chanel. A diferença de preços, por sua vez, é gigante: paga-se R$ 2,84 pelo primeiro e R$ 160,00 no vidrinho de marca importada.
modelador de cachosA brasileira Vizzio oferece um modelador para cachear cabelos (R$ 284,05) similar ao Miracurl (R$ 599,90). Saiba onde comprar essas e outras escovas legítimas clicando AQUI.

batons

Mais uma opção de batom em cores parecidas: o Cyber, da MAC (R$ 69,00) e o Jetés, da Dailus (R$ 19,90).

esmaltes

Embora o abismo de preços seja menor entre os esmaltes da Dior (R$ 89,00) e da Hits (R$ 3,00), consegue-se uma boa encomia.

lençosLenço removedor de oleosidade facial: R$ 132,00, o da Shiseido (100 unidades) e R$ 4,97 (50 unidades), o da Ricca.

 

esmalte vermelho cintilante

O esmalte Maçã do Amor (R$ 3,14), da Risqué, lembra bastante o tom vermelho metálico do OPI Bogota Blackberry (R$ 46,00). delineadores em gel

Delineador preto em gel: Yves Saint Laurent, por R$ 199,00 ou Contém 1g, por R$ 45,00

Gostou das comparações? Deixe um comentário abaixo e aproveite também para curtir a página de VEJA SÃO PAULO Bom e Barato no Facebook.

Continua após a publicidade
Publicidade