Clique e Assine a partir de R$ 8,90/mês
Filmes e Séries - Por Barbara Demerov

À Segunda Vista apresenta reviravoltas em um relacionamento problemático

Iliza Shlesinger escreve roteiro do longa e interpreta protagonista que parte de um ponto divertido, mas chega a outros mais reflexivos

Por Barbara Demerov Atualizado em 8 jul 2021, 23h39 - Publicado em 9 jul 2021, 06h00

À Segunda Vista, filme disponível na Netflix, apresenta a comediante e atriz Iliza Shlesinger em um papel divertido que vai se transformando em algo mais profundo ao longo da narrativa. Sua personagem, Andrea, é uma mulher determinada a conquistar mais espaço em sua carreira como apresentadora de stand-up e atriz, mas acaba encontrando, sem querer, um foco romântico em sua vida.

Quando conhece o misterioso Dennis (Ryan Hansen) em uma viagem, ela desenvolve um relacionamento inicialmente centrado no companheirismo e em uma amizade sincera. Porém, aos poucos, Dennis vai demonstrando interesse amoroso na protagonista e até mesmo tenta “convencê-la” de que dariam um ótimo casal de namorados. A estranheza que paira sobre o homem já começa a partir desse diálogo, que prova quanto Dennis fantasia uma realidade na qual Andrea é a mulher de seus sonhos.

Seguindo esse fluxo de esquisitices, a comediante se envolve romanticamente com ele, mas, com o apoio integral da amiga Margot (Margaret Cho), passa a suspeitar que ele mente compulsivamente sobre seus supostos bens materiais e relacionamento com os pais. Da metade para a frente, À Segunda Vista mergulha em uma atmosfera mais reflexiva ao expor as fragilidades de Andrea quando esta se rende à paixão. Por um breve momento, o foco no próprio trabalho diminui, ao mesmo tempo que passa a acreditar fielmente no homem que conhece há tão pouco tempo.

Se no início do longa a história aparenta narrar os causos da protagonista sob um viés romantizado, o roteiro (escrito pela própria Shlesinger) impressiona pelas reviravoltas de um relacionamento realmente problemático.

+Assine a Vejinha a partir de 8,90.

Publicado em VEJA São Paulo de 14 de julho de 2021, edição nº 2746

  • Continua após a publicidade
    Publicidade