Clique e Assine a partir de R$ 12,90/mês
Filmes e Séries - Por Barbara Demerov

Com Jacob Elordi, filme 2 Corações vai além do atual cinema romântico

Baseado em uma história literária real, o longa mostra duas trajetórias de casais diferentes abordando temas delicados com uma reflexão final interessante

Por Barbara Demerov Atualizado em 2 set 2021, 17h04 - Publicado em 3 set 2021, 06h00

2 Corações, filme inédito disponível no catálogo do Telecine a partir de sábado (4), pode até aparentar ser apenas mais um exemplar do cinema romântico contemporâneo, mas a primeira impressão que ele passa logo se mostra mais complexa. Protagonizado por Jacob Elordi (A Barraca do Beijo) e Tiera Skovbye, o drama é baseado em uma história real e no livro All My Tomorrows: A Story of Tragedy, Transplant and Hope (Todo o Meu Amanhã: uma História de Tragédia, Transplante e Esperança, em tradução livre).

No decorrer da narrativa, a produção vai pavimentando dois temas muito delicados: a doação de órgãos e a perda precoce de um grande amor. A estrutura do filme segue dois casais em períodos diferentes, mas que estão apaixonados na mesma medida. Enquanto Chris (Elordi) e Sam (Skovbye) se entregam à paixão na juventude, o empresário Jorge (Adan Canto) e a aeromoça Leslie (Radha Mitchell) enfrentam um grande desafio, uma vez que Jorge descobre ter uma doença degenerativa.

2 Corações possui surpresas que se inclinam, por vezes, mais para o drama que para o romance, mas ainda assim traz uma reflexão final bastante relevante. O modo como o roteiro exemplifica uma escolha que pode transformar a vida de alguém, sem deixar a dor do luto de lado, torna-se mais aparente que a ausência de conflitos fora dessa esfera.

+Assine a Vejinha a partir de 8,90.

Publicado em VEJA São Paulo de 8 de setembro de 2021, edição nº 2754

  • Continua após a publicidade
    Publicidade